Edição 321 | 2018

Home/ Revista/ Edição 321/ Festas


Clique para ver a versão impressa [+]
27/09/2018 15:16

Como planejar sonhos

Conheca etapas importantes para organizar sua festa de casamento sem desestabilizar as finanças

Divulgação
A chegada da Primavera desperta em muitos o sonho de casar, devido ao clima ameno, os aromas e cores da estação. Porém, quando se começa a pensar no local, no buffet, na decoração e em todos os detalhes e custos, o sonho parece impossível. O importante é alinhar as expectativas à realidade e começar um planejamento. Para ajudar a viabilizar esse sonho, a Easynvest preparou algumas dicas de investimento.

1. Pesquise as opções
Antes de colocar todos os custos na ponta do lápis, é essencial fazer uma ampla pesquisa de mercado para saber os valores cobrados e as opções que cabem no bolso. Alinhar a expectativa do casamento à realidade do casal é essencial para não se enrolar logo no início da vida a dois.

2. Defina um teto de gastos
Tendo noção dos valores praticados, é interessante definir um teto para os gastos. Dessa forma, fica mais fácil estabelecer quanto o casal consegue separar por mês para investir no casamento e quanto tempo será necessário para juntar essa quantia.

3. Melhor investimento
Como o destino do dinheiro e o prazo para seu uso estão definidos, investir é a melhor opção para ter um rendimento sobre esse valor. Por se tratar de um plano de curto prazo, em média um ou dois anos, a data de vencimento do título é essencial para escolher a melhor opção.
“Neste caso, o Tesouro Direto pode ser muito interessante, por exemplo, se o casal conseguir destinar R$1000 por mês para o casamento, fazendo depósitos mensais no Tesouro IPCA, ao final de dois anos, terá R$ 25.693,35 (de acordo com estimativa), o que já é um valor considerável para pagar parte importante dos gastos”, indica a equipe da Easynvest.

4. Tem mais tempo? Use-o a seu favor
Quem ainda não tem previsão de casar, mas sonha com esse dia, pode começar a poupar agora mesmo. Afinal, quanto maior o prazo do investimento, melhor será o rendimento. Além disso, como há incidência de Imposto de Renda sobre diversos investimentos de renda fixa, por exemplo, Tesouro Direto e CDBs, quem faz o resgate após dois anos consegue pagar a alíquota mínima, de 15% sobre o rendimento.
O tempo também ajuda os noivos a pesquisarem os fornecedores com melhor custo-benefício, negociar preços e prazos de pagamento. A tecnologia também é grande aliada de quem vai casar mas está com o orçamento apertado, sem deixar de imprimir a personalidade do casal em cada detalhe.

Tudo sob controle
O aplicativo Fábrica de Casamento, disponível para iOS, por exemplo, oferece uma lista de mais de 160 tarefas, com informações detalhadas, onde é possível fazer o check-in no status de cada atividade (concluída, iniciada), informar o responsável pela execução (noiva, noivo, assessor) e até adicionar novas tarefas.
Divulgação
Divulgação