Edição 318 | 2018

Home/ Revista/ Edição 318/ Saúde/ Cervical em risco


Clique para ver a versão impressa [+]
21/06/2018 15:59

Cervical em risco

Uso excessivo de smartphones e tablets está associado às lesões na coluna

Divulgação
Divulgação
V ocê sabia que a forma como usa o celular, além do tempo excessivo e descontrolado de utilização do aparelho, podem prejudicar a sua postura? O maior erro relacionado a esse hábito da vida moderna é manter a cabeça baixa ao olhar para o celular, por longos períodos, causando sobrecarga na cervical e até lesões na coluna.

Quanto maior a inclinação do pescoço, maior o peso da cabeça sobre a coluna. Este peso aumenta a pressão sobre a cervical e acaba sobrecarregando as vértebras e, permanecer por muito tempo na má postura, pode acarretar problemas como Cifose e Hérnia de Disco. “Aqueles que usam muito o celular estão suscetíveis a ter problemas na coluna. E quem adquiriu alguma lesão na região cervical, como um desgaste articular ou no disco, vai ter mais propensão a uma lesão mais severa que, com o uso do celular, irá agravar ainda mais”, afirma a fisioterapeuta Amanda Orcioli.
A especialista explica que inicialmente vem o desconforto na cervical, que geralmente começa como uma dor muscular ou sensação de peso, de menor intensidade e duração. Aos poucos, a má postura e a persistência nessa posição vão desgastando a cartilagem das vértebras e pode gerar um bico de papagaio (ponta óssea onde já se perdeu a cartilagem) e, eventualmente, uma Hérnia de Disco. “Todas as lesões na cartilagem são irreversíveis. A pessoa vai ter que trabalhar para fortalecer o sistema de músculos que protege a coluna”, explica a fisioterapeuta.

Além disso, é importante ficar atento às crianças e adolescentes, que estão em fase de formação da estrutura óssea. “O índice de lesões nesses jovens está aumentando pelo uso descontrolado de smathphones e tablets. Dores de cabeça, problemas respiratórios, dores na região da coluna cervical e ombros e formigamento nos braços e mãos estão associados ao problema”, destaca.

Como tratamento indicado para reduzir essas lesões, promover o alívio da dor e melhorar a postura, estão: Fisioterapia, RPG, Hidroterapia, Pilates, alongamento e fortalecimento da musculatura.

Como evitar a dor
Observe sua postura enquanto usa o smartphone. Mantenha o pescoço o mais ereto possível e evite flexionar demais os braços, levante o celular ou tablet à altura do olhar. “Você deve levar a tela aos olhos e não os olhos à tela”, orienta Amanda.
Preferir ligações e mensagens de voz do que digitar no WhatsApp e controlar seu peso corporal são outras dicas da especialista.
“Estique-se, mexa-se e faça alongamento de pescoço e movimentos de rotação com a cabeça para fortalecer e alongar a sua musculatura, não espere a sua dor aparecer. Mexa-se, existe uma vida sem lesões fora da vida virtual!”, finaliza.

Clínica Soham
Amanda Orcioli - Fisioterapeuta

R. Pedro Bellegarde, 153 - Tatuapé
F: 4883.0012 / 0013
R. Nunes de Siqueira, 136 - Penha
F: 2647.2558 / 4564.6394
Divulgação