Edição 317 | 2018

Home/ Revista/ Edição 317/ Educação


Clique para ver a versão impressa [+]
29/05/2018 11:30

Dificuldades de aprendizagem

Criança que não gosta de estudar? Que não faz tarefas de casa? Uma simples leitura é um sofrimento? Estes podem ser indícios de que seu filho possui dificuldades escolares

Divulgação
Divulgação
Em tempos modernos, com o acúmulo excessivo de tarefas, como se popularizou ser a jornada dupla, para alguns até mesmo tripla, impõe para as famílias uma grande dificuldade em reconhecer se seus filhos possuem dificuldades de aprendizagem escolar.

“É em casa, no horário de fazer as tarefas escolares, que as crianças demonstram que alguma coisa não vai bem. É comum terem dificuldades em fazerem sozinhos as tarefas e, então, choram, se irritam, se recusam a fazer as lições ou simplesmente não conseguem concluí-las. Geralmente, os pais pensam que as crianças estão com preguiça ou cansadas e, por isso, criam todas essas formas de “fuga”, evitando realizar as atividades escolares. Aquele momento que era somente para realizar uma simples tarefa, vira um grande estresse para todos!”, explica a psicopedagoga Rosângela Fernandes.

Para os pais, depois que começam a perceber que não se trata de preguiça, cansaço ou outras formas de evitar as atividades, é difícil ver seus filhos com tanta dificuldade, já que eles demonstram ser muito inteligentes no dia-a-dia, quer seja jogando vídeo game ou algum outro tipo de jogo ou, ainda que fazendo algo rotineiro. “Meu filho é tão inteligente, como ele não sabe ou não aprende tais coisas? Como ele não consegue fazer uma lição tão simples? Isso é o que passa na cabeça dos pais”, enfatiza a especialista.

Atenção, papais e mamães!!
Quando uma criança não aprende os conteúdos escolares, não acompanha os outros alunos da sala, possui deficiência de aprendizado de séries anteriores, dificuldades na memorização, sequências, trocas de letras, leitura sofrível; escrita de difícil compreensão, não consegue ficar sentado por muito tempo, não presta atenção nas aulas, entre outros problemas, podem ser um forte indício de que esta criança está com alguma dificuldade de aprendizagem.

“Os responsáveis precisam ficar atentos. Devem conversar com os professores para saber do comportamento das crianças em sala de aula e de seu rendimento pedagógico”, enfatiza Rosângela.

Muitas escolas encaminham os alunos para uma avaliação com um profissional da área da Psicopedagogia. Isso é muito importante, pois ele irá avaliar e investigar os processos de aprendizagem desta criança ou adolescente usando métodos específicos.

“Somente após a avaliação, é que poderemos ter ideia da causa desta dificuldade. Elas podem ser por questões emocionais, dificuldades intelectuais, imaturidade, ou serem distúrbios de aprendizagem”, destaca.

É de suma importância prestar atenção nas dificuldades de aprendizagens de nossas crianças, pois se não forem auxiliadas enquanto pequenas, só irão acumular prejuízos futuros, criando um vínculo extremamente negativo com a aprendizagem e a tudo que a ela se relacionar.

“Ter dificuldade pedagógica não quer dizer que a criança não seja inteligente. Muito pelo contrário!”

Rosângela Fernandes Psicopedagoga
R. Fernandes Falcão, 300
F: 99833.8341
Divulgação