Edição 308 | 2017

Home/ Revista/ Edição 308/ Moda


Clique para ver a versão impressa [+]
03/08/2017 12:47

Estilo em cada passo

Escolher o melhor sapato para as crianças e os adolescentes pode ser um desafio. Veja algumas dicas

Divulgação
Comprar um sapato confortável, que auxilie a caminhada, seja adequado, tenha estilo e esteja na moda, é um desafio quando somos adultos. Na infância, a preocupação na aquisição é ainda maior. Como as crianças estão em fase de desenvolvimento, qualquer influência no crescimento pode ser crucial na vida adulta, a começar pelos pés, que precisam estar protegidos contra impactos e possíveis acidentes.

Para acompanhar o ritmo dos pequenos, facilitar e estimular cada atividade, o uso adequado dos calçados é fundamental. Como há um receio em comprar um novo par durante essa fase, já que as crianças crescem e mudam de numeração rapidamente, a loja de calçados Magic Feet selecionou dicas de acordo com cada faixa de idade para facilitar o processo de escolha. Tudo isso levando em conta as fases de desenvolvimento e as atividades executadas pelos pequenos.

Até 1 ano
Nesta fase, a maior preocupação deve ser com a liberdade de movimento. Mais do que um bom amortecimento, os calçados precisam ser flexíveis para auxiliar nos primeiros passos e proteger os pés das texturas do solo. Por isso, invista em modelos leves e fáceis de calçar para garantir o conforto. Os melhores modelos incluem elásticos e são fabricados em tecidos naturais, como o algodão.

1 a 3 anos
Já arriscando os primeiros passos e engatinhando, as crianças nesta fase querem descobrir o mundo. Vale a pena estimular as caminhadas, ainda que curtas, e investir na proteção para os pés, principalmente, nas épocas mais frias do ano, evitando o contato direto com o chão. Além disso, pense na praticidade na hora de calçar e tirar os sapatinhos. Eles precisam estar firmes nos pés, por isso escolha sempre o tamanho exato. O ideal é optar por modelos leves para garantir o conforto e a segurança dos pequenos.

4 a 7 anos
Neste período, as crianças já começam a participar de brincadeiras mais agitadas. Os sapatos muitas vezes serão dispensados por elas, mas são muito importantes, principalmente, para os momentos de diversão fora de casa. Os calçados evitam acidentes e até mesmo o risco de pisar em algo áspero ou cortante. As opções para esta faixa etária aumentam, com sandálias, papetes, tênis mais elaborados e chinelos. O cuidado fica por conta das fivelas e elásticos, que fixam o calçado nos pés. Uma ótima aposta são os materiais antiderrapantes e anatômicos, que evitam quedas e absorvem o impacto.

7 a 10 anos
As crianças já estão maiores e isto requer um olhar mais atento aos sapatos. Muitas delas desenvolvem uma opinião forte, por isso vale a pena sempre consultar os gostos pessoais de cada uma.
As cores e o estilo são importantes, assim como a preocupação com marcas que ofereçam conforto, durabilidade e qualidade nos materiais. Com esta idade, as crianças também estão aprendendo a se vestir por conta própria, por isso vale começar pelos tênis fáceis de calçar e com velcro para dar ainda mais independência aos pequenos. Vale prestar atenção aos calçados desenvolvidos para atividades específicas, como chuteiras para jogar bola.

10 a 12 anos
Já considerados pré-adolescentes, os jovens começam a se preocupar com o estilo e o visual das peças de roupas e acessórios. Em vez dos tênis infantis, costumam optar por modelos adultos ou intermediários. Por isso, é importante consultá-los antes de efetuar a compra. Além disso, o estilo pode variar muito. Vale apostar nos calçados focados em esportes ou nas tribos com as quais se identificam. Os modelos mais procurados são as chuteiras, os Vans para os skatistas e o estilo de cano alto para quem quer um acessório especial. O amortecimento ainda permanece como um importante elemento, já que a fase de crescimento se intensifica a partir dos 12 anos.
Divulgação
Divulgação