Edição 308 | 2017

Home/ Revista/ Edição 308/ Decoração


Clique para ver a versão impressa [+]
03/08/2017 12:34

Lar doce lar

Saiba como repaginar sua casa, evitando o quebra-quebra e com um orçamento que caiba no bolso

Divulgação
Divulgação
Quando pensamos em repaginar um ambiente, ao mesmo tempo que queremos dar outra cara ao espaço, ficamos com receio de arriscar. Há ainda quem se desmotive por acreditar que a reforma trará grande impacto ao orçamento da família. Mas, todo mundo sabe que uma mudança no visual da casa ajuda a atrair boas energias para os moradores, além da sensação de um lar novinho, o que inspira novos projetos e uma mudança de rumo. Para motivar a transformação dos cômodos da casa, a Suvinil preparou algumas dicas:

Cores vibrantes: essas tonalidades são sempre bem-vindas pois dão a sensação de alegria, bem-estar e euforia, tornando o espaço mais propício à integração entre os moradores. A dica é aplicar as cores mais fortes em uma parede e fazer um contraponto com tons neutros nas outras superfícies. Outra opção é harmonizar o ambiente com pitadas dessas cores em objetos ou móveis, como mesa de cabeceira ou de centro, cadeira ou banco.

Estampas: alegres e cheias de personalidade, elas dão um toque mais original aos ambientes, mesmo com paredes coloridas. Combinar vermelhos terrosos com tonalidades mais neutras, por exemplo, é uma ótima maneira de preparar o ambiente para complementá-lo com elementos estampados, como um tapete ou um sofá de patchwork.

Cor da tinta: apesar de parecer que ela fica diferente quando aplicada na parede, na verdade, o que muda é a luminosidade do ambiente. Para ser mais assertivo, o ideal é testar a cor escolhida no cômodo que será pintado nas três luzes do dia, manhã, tarde e noite.
Tamanho do cômodo: as cores não alteram o tamanho do ambiente, mas podem interferir na percepção que temos dele. Tetos mais escuros que a parede, por exemplo, dão a impressão de um cômodo mais baixo e é uma ótima dica para salas com pé direito muito alto ou para quem deseja um pouco mais de aconchego no espaço.

Quebra-quebra: existem alternativas para repaginar o ambiente. Se a parede é composta por azulejos, por exemplo, utilize uma tinta específica para esta superfície. Além de ser uma opção mais econômica, a pintura dá um ar de sofisticação ao ambiente. Para a sala ou os quartos, opte por um produto acrílico que oferece mais cobertura com menos demãos.

Para quem está preocupado com o orçamento, seguir algumas dicas pode diminuir os custos e garantir ambientes repaginados por um valor que cabe no bolso.

1.  Planejamento: cheque o que será mudado, pesquise sobre o que pode ser feito e qual é o objetivo daquele cômodo, para definir cores e novos objetos.

2.  Material: opte por produtos de qualidade aliados ao preço, pois permitem que a pintura dure por mais tempo.

3.  Quantidade de produto: calcule a área que será pintada para evitar desperdício e um gasto maior do que o necessário.

4.  Faça você mesmo: uma opção que ganha cada vez mais adeptos é o “Do It Yourself”, pois ajuda a economizar na mão de obra. Também é possível colocar as habilidades em prática com a pintura de móveis, como uma mesa de centro.

5.  Mão de obra: se a mudança exige mais experiência, contrate um profissional qualificado, o que evita repinturas. Colocando na ponta do lápis, fará diferença no orçamento final.

6.  Pequenas mudanças: simples modificações podem fazer uma grande diferença. Aposte em almofadas, vasos, quadros e outros itens que complementem a decoração. Caso o objetivo seja uma pequena mudança na parede, faça grafismos ou pinte com uma cor vibrante apenas uma das superfícies do cômodo.
Divulgação