Edição 306 | 2017

Home/ Revista/ Edição 306


Clique para ver a versão impressa [+]
30/05/2017 12:14

Concentração à prova

Confira sugestões para identificar e eliminar os estímulos externos, além de outras dicas para melhorar sua concentração nos estudos

Divulgação
Encontrar dificuldade para se concentrar nos estudos é um problema comum na vida de quem estuda, seja para uma prova da escola, o vestibular ou um concurso público. Diferente do que muita gente imagina, a concentração não é somente a capacidade de desenvolver determinada atividade. Ela consiste, também, na habilidade de dizer “não” para os estímulos externos que podem tirar o foco.
Quando um estudante está concentrado, ele consegue deixar seu estudo mais produtivo. Isso reflete tanto na parte de quantidade de conteúdo quanto na profundidade da matéria. Para ajudar os estudantes em fase pré-vestibular a aprimorarem sua concentração, o Stoodi- startup de educação à distância - preparou uma lista com 10 dicas que podem fazer a diferença. Confira:

1. Descubra o que distrai sua atenção
Faça uma auto-observação para identificar quando começa a perder a atenção. Por exemplo, tem pessoas que se distraem quando estão começando a ficar com fome. Ou então, pode acontecer de você se concentrar uma hora e meia seguida e depois perder o foco. Quando você se distrai, o que você faz? Entra no WhatsApp ou começa a pensar na sua vida no meio do exercício? Encontrar essas respostas é fundamental para mudar de comportamento.

2. Fuja desses estímulos
Se você percebeu que o som da notificação do celular te distrai, coloque-o no silencioso. Se viu que até a luz dele acendendo a cada mensagem recebida te incomoda, então deixe-o longe. Você, melhor do que ninguém, sabe quais são seus pontos fracos. Então, evite de todas as formas que você seja tentado por eles.

3. Organize suas tarefas do dia
Veja tudo o que você pretende fazer e priorize cada uma das atividades. Você pode separar um determinado tempo para cada atividade ou apenas priorizar os afazeres e começar o próximo só quando terminar o primeiro. Ao fim do dia você terá uma lista de atividades prontas e isso dá uma ótima sensação de que está caminhando. 

4. Dê pausas para não sobrecarregar
A atividade cerebral tem um certo tempo de concentração que varia de pessoa para pessoa. Geralmente, um estudante consegue ficar focado em durante aproximadamente uma hora. Veja qual o tempo de resposta do seu corpo e faça pausas quando estiver cansado.

5. Escolha seu período mais produtivo para estudar
Existem pessoa que funcionam melhor pela parte da manhã, já outras rendem mais durante a noite. Descubra qual é o seu período mais produtivo e aproveite para focar nos estudos.

6. Faça uma coisa de cada vez
Não interrompa o que estava fazendo para começar um nova atividade ou para resolver um problema. Não tente dar conta de várias atividades ao mesmo tempo, porque você pode acabar se desempenhando mal em todas.

7. Durma bem e tenha momentos de descanso
Sempre que estamos descansados, a nossa mente flui e mantém a atenção em algo com mais facilidade. Durma, pelo menos, oito horas por dia e tenha períodos de descanso - eles são diferentes das pausas. Quando você faz uma pausa, sabe que logo vai voltar aos estudos. Já o momento de descanso deve ser livre dessa responsabilidade. Pense em assistir algo que gosta ou ler um livro. Faça atividades que te deixarão feliz e realizado.

8. Cuide da sua saúde
Um dos problemas que os estudantes enfrentam é a pressão do estresse, mas você pode controlá-la com atividades físicas da sua preferência. Outra coisa que reflete muito é a alimentação. Alguns alimentos dão mais energia que outros, por exemplo, e isso pode te ajudar a pensar mais rápido.

9. Esteja preparado para futuras distrações
Existem situações que fogem da normalidade e você precisa estar preparado para encará-las. Vamos supor que a sua mãe realmente precise falar com você, nesse caso você vai ter que parar os estudos para responder a ela. Por isso, aprenda a lidar com as distrações e fique cada vez mais forte para voltar ao foco.

10. Não estude na cama
A mente humana faz várias associações e umas delas é que a cama é um lugar de descanso. Mesmo se estivermos sentados, nosso cérebro ficará confuso e não saberá ao certo se aquele momento é de foco ou relaxamento. Sabe o que isso gera? Falta de atenção. Desta forma, o foco fica comprometido.
Divulgação
Divulgação