Edição 304 | Março/17

Home/ Revista/ Edição 304/ Informática


Clique para ver a versão impressa [+]
30/03/2017 12:30

Caiu na rede

Especialista em Internet Marketing lista os maiores erros das empresas na hora de usar ferramentas como Facebook e Instagram


Estar na internet, interagir, vender e participar das redes sociais são requisitos mínimos para o sucesso das empresas nos dias de hoje. Participar do mundo virtual não é mais opcional para aqueles que querem garantir o sucesso dos negócios. Porém, o ambiente virtual ainda traz muitas dúvidas, principalmente quando se trata de investir financeiramente.

A especialista em Internet Mar-keting, Camila Porto já ensinou mais de 6 mil empreendedores a anunciar no Facebook por meio dos seus treinamentos online. E, sempre que discute com empreendedores e profissionais de mídias sociais, Camila se depara com muitos erros cometidos pelas empresas. “É preciso estar atento para corrigi-los no mesmo instante, caso contrário os investimentos em anúncios podem se transformar em dinheiro jogado fora”, alerta a especialista, que listou os erros mais comuns que as empresas cometem nas redes.

1- Achar que vender na web é fácil
Há quem acredite que, ao fazer um anúncio no Facebook, vai conquistar rápidas vendas. “Vender é difícil em qualquer lugar, por isso é preciso encarar a venda online como um processo tão complexo quanto a venda física”, explica Camila. “A vantagem da rede social é que o anúncio é focado no público-alvo”.

2- Não identificar oportunidades de negócio
É importante observar o que o público mais necessita no momento, como um aplicativo novo ou uma solução para um problema.

3- Achar que todo mundo vai comprar
É preciso delimitar o público-alvo. “Mesmo um produto que pode ser comprado por todo mundo deve ser anunciado para um nicho específico”, destaca.

4- Encarar como um “trabalho fácil”
A especialista alerta que ganhar dinheiro requer esforço. “Para o seu negócio ser financeiramente saudável, é preciso ter fluxo de caixa, previsibilidade de receitas, entradas recorrentes e controle de gastos”.

5- Acreditar nos antigos paradigmas de trabalho
Camila destaca que trabalhar online pode ser libertador quando se compreende que é possível atuar de qualquer lugar. “Por isso, o trabalho com redes sociais pode durar muito menos ou muito mais que as tradicionais 40 horas semanais”.

6- Manter-se apenas com um plano
O mundo online está em constante mudança e, por isso, nem sempre é possível manter os mesmos planos. “Faça os anúncios sempre pensando em um plano B, assim como o seu próprio negócio deve ter uma segunda opção na manga”, resume a especialista.

7- Deixar de lado o espírito empreendedor
A autora do livro Facebook Marketing ensina que, para estar nas redes sociais, é preciso ter espírito empreendedor o tempo todo. “Para ser empreendedor é preciso aceitar riscos, e ainda seguir com determinação, liderança, visão, coragem e competência”, resume Camila.

8- Dedicar-se parcialmente
Ter um negócio online e anunciar nas redes sociais exige dedicação total. “Esquecer um anúncio ou olhar para as redes sociais apenas quando tiver ‘tempo sobrando’ é uma forma muito ruim de lidar com este tipo de investimento.

9- Investir demais
Mais do que investir altas quantias em anúncios no Facebook, Google, Instagram e outras redes, Camila destaca que é preciso ter planejamento. “É melhor investir um pouco de forma bem planejada, que muito dinheiro para um público que não vai comprar seu produto”.

10- Investir de menos
Acompanhe diariamente o andamento do seu anúncio. “E tome cuidado ao mudar o anúncio muitas vezes, pois pode se perder a capacidade de avaliar o que está funcionando ou não”.

11- Ser ofensivo
Para estar nas redes sociais, é preciso se comunicar na linguagem do público e interagir sempre. No entanto, a especialista alerta para que as empresas não exagerem. “Acredito que vale a pena correr riscos com conteúdo ou linguagem que saia da curva, desde que não seja ofensivo”, conta.

12- Ser falso ou pouco autêntico
“As pessoas sabem quando a marca faz alguma coisa só para ‘pegar carona’ em uma situação, por isso é preciso ser verdadeiro”, explica. Autenticidade é primordial para a imagem de um produto.

13- Achar que anúncio é máquina de fazer dinheiro
Muitos empreendedores pensam que, ao anunciar no Facebook, terão vendas automáticas. “É preciso ter uma estratégia. Qualquer pessoa pode fazer um anúncio, mas fazer com que ele dê resultado é mais complicado”, resume.

14-Comunicar-se nas redes sociais é diferente da “vida real”
É preciso haver um alinhamento da linguagem online e a forma de se comunicar nos meios off-line. “Não adianta agir de uma forma no Facebook e de outra maneira na loja”, exemplifica.

15- Conhecer o público-alvo superficialmente
É preciso conhecer o público com profundidade. “Precisamos saber dos desejos, medos, sonhos e necessidades que podem ser atendidos pela sua comunicação, e que vão além do produto em si”, destaca Camila.

16- Não se relacionar
“Ninguém entra nas redes sociais para comprar, mas para se relacionar, e como o relacionamento faz parte da venda, ninguém compra de uma empresa ou pessoa que não conhece”, ensina Camila, que ressalta a importância de oferecer informações e criar um sentimento de comunidade antes de querer vender.

17- Prender-se a apenas uma ou duas redes sociais
Alguns negócios pedem atendimento ao cliente pelo WhatsApp, enquanto outros encontram seu público no Instagram e alguns empreendedores devem investir no Snapchat. O ideal é ficar de olho nas tendências.

18- Fazer apenas ‘propaganda’ no Facebook
Um dos maiores erros de uma marca é publicar apenas divulgação, promoções e produtos nas redes sociais. Redes sociais não são vitrines. “Publique o conteúdo que seu público deseja ver e construa uma boa relação com ele”, recomenda Camila.

19- Não responder aos comentários
Como a rede social foi feita para interagir com o público, é um problema muito grave quando a página não responde aos comentários e às mensagens. “Não basta responder, é preciso fazer isso o mais rápido possível, e de preferência com a informação que a pessoa busca”, ensina.

20- Achar que sabe tudo sobre as redes sociais
O mundo das redes sociais está em constante transformação por isso, “não importa o quanto você sabe, é preciso estar atento às novidades e às mudanças de regras”, ensina.

21- Não usar Call to Action
“Todo anúncio precisa exigir alguma ação do público-alvo”, explica Camila, referindo-se ao que o marketing digital chama de call to action. O usuário precisa clicar para ir a uma página, reservar o produto, cadastrar-se ou baixar algum conteúdo, entre outras possibilidades.

22- Não usar a imagem certa
Um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma marca são as imagens utilizadas. “É importante ter o conhecimento da área de design, ou contratar um profissional capacitado” destaca.