Edição 304 | 2017

Home/ Revista/ Edição 304/ Decoração


Clique para ver a versão impressa [+]
30/03/2017 12:27

Segurança e beleza

Manutenção do box de banho garante maior proteção aos moradores da casa, além de uma aparência sempre bonita ao banheiro

Para deixar a casa segura e bonita, cuidados com a manutenção de alguns itens de decoração são essenciais para manter a durabilidade do produto e a segurança de quem o manuseia. Telhas, pinturas externa e interna, vasos sanitários, envidraçamento da sacada e o box de banho são alguns dos objetos que necessitam de uma revisão constante. A manutenção tem o objetivo de evitar acidentes que têm se tornado cada vez mais comuns, principalmente os que envolvem o rompimento do vidro do box durante o banho.
Segundo o gerente de planejamento da Ideia Glass, Érico Miguel, é preciso fazer uma revisão do box a cada 12 meses, como determina a norma técnica NBR 14207. “A manutenção é simples e envolve a verificação de peças que podem estar fora do eixo, trincos no vidro ou se a água vaza por debaixo da porta. Mesmo assim, deve ser executada exclusivamente por um profissional”, enfatiza.

Muito além do vidro
O especialista explica que a maioria das pessoas acredita que ‘está tudo bem’ com o box apenas observando seu vidro, porém o perigo pode estar muito além disso. Por isso, ao fazer a manutenção da peça, a atenção precisa estar em todos os detalhes, como as ferragens, trilho e os kits. “É normal achar que o perigo está somente no vidro, mas é nas peças que mora a verdadeira ameaça. Isso porque, são as ferragens que sustentam o box e, consequentemente, mantém o mesmo com uma estrutura firme. Quando bem instalado, não há risco do vidro se desprender do kit e, por isso, a chance de acidentes é bem menor”, detalha.
Érico explica ainda que os boxes de banho precisam ter vidros temperados, que são cinco vezes mais resistes que o comum, ou laminados, que em caso de quebra impede que fragmentos do mesmo se soltem da peça. “Por isso, antes de realizar a compra é preciso se certificar que o material esteja de acordo com a norma NBR 14207, para não ter dores de cabeça no futuro. Quem não se atentou a isto na hora de comprar o box, precisa verificar constantemente o estado do vidro. Qualquer rachadura é um sinal de alerta de que algo está errado”, ressalta.
Outro item que precisa estar na lista de checagem é a proximidade do vidro com as ferragens. “Ele não pode estar em contato com qualquer material rígido do kit, por isso, em todo o contorno do box existe um material macio que segura e protege o vidro”, explica Érico. Na hora da manutenção é preciso verificar se alguma parte do composto macio está danificado. Caso haja algum dano, é necessário trocar todo o contorno, já que o contato direto do vidro com as ferragens acaba gerando atrito e, consequentemente, desgastando as peças.

Abre e fecha seguro
Depois de verificar a qualidade do vidro e a forma de instalação do kit, é preciso voltar a atenção para o bom funcionamento da porta. “A abertura e fechamento da porta não pode exigir grande esforço para o morador. Se ela costuma emperrar é porque algo está fora do lugar e, por isso, é preciso chamar um profissional para consertar o kit”, explica Érico.
Além da manutenção rigorosa que deve ser feita uma vez ao ano, a limpeza do box também é importante para a segurança, além de garantir um aspecto de novo por mais tempo. Isso porque, a faxina bem feita tem como objetivo acabar com possíveis ferrugens, que podem corroer as ferragens e aumentar as chances de acidentes. Segundo Érico, é preciso limpar superficialmente o box pelo menos uma vez por semana, e uma vez por mês, realizar a limpeza pesada.