Edição 267 | 2014

Home/ Revista/ Edição 267/ Decoração


Clique para ver a versão impressa [+]
12/02/2014 10:41

Sob medida

Móveis planejados trazem elegância e praticidade na decoração de ambientes




Na hora de decorar a casa, e optar pelos móveis certos para compor cada ambiente, os planejados podem representar uma boa altenativa pela praticidade e beleza que proporcionam aos cômodos, além de serem funcionais em relação aos tradicionais.

O aproveitamento de espaço é uma das maiores vantagens, já que os projetos são feitos sob medida para cada ambiente. O design, tradicionalmente clean, proporciona sensação de amplitude e contemporaneidade.

No entanto, mesmo o mais funcional dos móveis, pode ser melhor aproveitado se algumas regras forem seguidas, como explica o designer da loja MyDecor, Danilo Ribeiro. Fique atento as dicas.

Closet
Em ambientes como este, quando houver espaço disponível, deve-se utilizar portas tradicionais e não de correr – estas, ao serem abertas, impedem a visão da totalidade do armário. Já as portas tradicionais, podem ser abertas simultaneamente, permitindo que todas as prateleiras e gavetas sejam vistas ao mesmo tempo.

Na cozinha
Para obter um acesso mais rápido aos itens guardados, é preciso administrar melhor as gavetas na parte inferior. “Peças que são raramente utilizadas devem ser colocadas nas últimas gavetas”, ensina o especialista. Outra dica é evitar portas com elevação acima de 1,80 m de altura, pois não são acessíveis para a maioria das pessoas. No caso de medidas altas, sempre solicitar um bom fechamento, para evitar cantos com pó acumulado. Os fechamentos também proporcionam melhor acabamento.

Banheiro
De acordo com o profissional, o projeto dos gabinetes deve levar em conta itens de estética. As toalhas devem ser guardadas em nichos fechados. Vale lembrar que os nichos abertos são utilizados para decoração e acabamento, e não para armazenamento.

Armários
É importante optar por acabamentos resistentes na parte inferior dos armários, para que não sejam danificados com a limpeza constante. Também deve-se escolher acabamento neutro para a parte interna, pois no caso de mudanças estéticas – cor das portas, por exemplo –, será necessário modificar apenas as peças externas.

“No momento de elaborar o projeto, lembre-se que uma casa possui produtos de tamanhos diferentes e que precisam ser guardados, como malas, tábuas de passar roupa, escadas, aspirador de pó. Cada um deverá ter seu lugar específico”, pontua Ribeiro.

E antes de optar por uma compra, não esqueça a planta baixa do ambiente, aquela que mostra o tamanho dos espaços. O designer orienta que com as medidas em mãos, é possível estudar melhor o tamanho mais adequado para cada móvel, levando-se em conta a circulação diária. “O bem-estar dos moradores da casa está sempre em primeiro lugar”, conclui.