Edição 260 | 2013

Home/ Revista/ Edição 260


Clique para ver a versão impressa [+]
05/07/2013 12:24 - Atualizado em 05/07/2013 14:04

Robusto Jimny

Modelo 2013 será o primeiro veículo da marca a ser fabricado no Brasil


A Suzuki Veículos do Brasil apresenta o modelo 2013 do 4x4 Jimny, um automóvel versátil, que chega preparado para encarar diferentes tipos de terrenos. “Em um momento histórico para a Suzuki no Brasil, o Jimny será o primeiro veículo da marca com produção local”, comenta o presidente da companhia, Luiz Rosenfeld.

O novo modelo traz frente com maior volume, scoop no capô e os desenhos do para-choque, para-lama e grade dianteira que deixam o visual do carro ainda mais off-road e robusto. Na parte interna, mudanças no formato dos encostos de cabeça e nova padronagem de tecido para os bancos e portas. O conjunto de som inclui rádio AM/FM, CD player com MP3, WMA, USB e Bluetooth.

Ele está disponível em várias versões: o Jimny 4ALL e os dealer options Jimny 4WORK, Jimny 4SPORT e o Jimny 4SUN, com teto solar panorâmico. Possui o motor em alumínio, movido a gasolina, 1.3L (DOHC), com 16 válvulas, 85 cavalos de potência a 6000 rpm com torque máximo de 110 Nm a 4.100 rpm e transmissão manual de cinco marchas. A corrente de comando, velas de longa duração e escape de aço inox garantem rendimento durante toda a vida útil do veículo. Além disso, traz ótimo desempenho peso/potência ao entregar 12,82 Kg/cv.

A tecnologia do comando de válvulas variável (VVT) otimiza o torque para todas as faixas de rotação. Em conjunto com a injeção eletrônica multpoint sequencial, o sistema garante otimização do consumo de combustível e baixa emissão de poluentes.
Seguro

O automóvel possui barras de proteção lateral e o motorista dispõe de coluna de direção retrátil em caso de colisão. Os cintos são de três pontos e encostos de cabeça ajustáveis para todos os ocupantes.

Os freios a disco na dianteira possuem as pinças em posição mais elevada. Na traseira, o freio a tambor com válvula sensível a carga (LSPV) faz o controle de frenagem e direção mais eficientes.

A direção hidráulica progressiva é leve nas manobras e firme à medida que a velocidade aumenta.

“O nosso objetivo é crescer com a Suzuki no Brasil e, até 2015, ampliar o número de componentes e fornecer para todo o volume de produção previsto pela montadora”, conclui o diretor-geral da MVC, Gilmar Lima.