Edição 256 | 2013

Home/ Revista/ Edição 256/ Gastronomia


Clique para ver a versão impressa [+]
06/03/2013 15:29

Aprecie sem moderação

Com as altas temperaturas do Verão, abuse da ingestão de saladas e leguminosas, que são leves e nutritivas


As verduras e legumes têm importantes nutrientes para a saúde dos indivíduos. É o que garante a nutricionista Thais Lamonica. Ela destaca  ainda que dentre os benefícios da salada está a baixa quantidade de calorias, o que faz com que esse alimento seja coadjuvante na redução de peso. “Consumida crua, ela é fonte de fibras, auxilia no bom funcionamento do intestino e provoca uma sensação de saciedade prolongada, ou seja, menos fome durante o dia. Fora isso, é fonte de vitaminas e minerais que ajudam na manutenção do corpo e nos processos estéticos: evita queda de cabelo, unhas quebradiças e pele descamativa, além de ser fonte de água, facilitando a hidratação, principalmente nos dias mais quentes”, explica.

Higienize corretamente
A nutricionista ensina como deve ser feito o processo de higienização. “É preciso lavar as folhas e legumes em água corrente. O processo deve ser feito folha a folha para ver se não tem sujeira ou algum inseto entre elas e após o procedimento, deixá-las imersas de 20 a 30 minutos em solução hipoclorito, água sanitária ou cloro - a medida é uma colher de sopa para cada litro de água. Após, seque as folhas, preferencialmente utilizando uma centrífuga”, detalha.

Enquanto muitos optam pela aquisição de verduras e legumes lavados, a nutricionista indica que a higienização seja feita novamente em casa. Após a lavagem, eles podem ser guardados na geladeira para consumo durante a semana, facilitanto o processo da alimentação saudável.

Combinações
Thais afirma que indica as saladas de acordo com o critério e gosto do cliente. Porém, muitos não consomem esse tipo de alimento pela falta de praticidade, ou porque não agrada o paladar. “Aconselho a colocar alguma fruta junto, deixando a salada diferente e atrativa. Em relação às folhas, deixo a critério de cada um, já que todas têm seu percentual de nutrientes. Algumas das frutas que deixam a salada mais gostosa são: manga, pêra, maçã, uva e tangerina. Pode variar e abusar de todas elas”, recomenda.

Para deixar a refeição com um gostinho especial, a nutricionista aconselha investir no uso de azeite, sal, vinagre e balsâmico e evitar temperos prontos. Confira, a seguir, uma receita especial e as propriedades de algumas verduras.

Saúde em cores
Fonte: Salad Creations

O verde é resultante da clorofila, um potente energético celular e desintoxicante. Os principais representantes desta cor são as folhas, o pepino e a salsa.

As nozes e a semente de girassol são excelentes fontes de selênio e Vitamina E. Ambas dispõem de funções antioxidante, vasodilatadora, anticoagulante, além de auxiliarem no combate à fadiga.

O vermelho está presente nos alimentos devido ao licopeno, um pigmento que atua como antioxidante celular. É encontrado no tomate, na beterraba e no pimentão.

Alimentos nas tonalidades roxa, preta ou azulada contêm antocianina, um pigmento ligado à presença da Vitamina B1, essencial para a transformação dos carboidratos e outros nutrientes em energia. Neste grupo estão a alcachofra, a cebola roxa e a azeitona preta.



Receita: Salada com queijo
Rendimento: 6 porções
Fonte: Tirolez

Ingredientes: 1 pé de alface; 1 maço de rúcula; 2 kiwis fatiados; 12 tomates-cereja; 100 g de queijo estepe em cubos; 100 g de parmesão em lascas. Para o molho: 2 col. (sopa) de mostarda; 2 col (sopa) de mel; 2 col. (sopa) de vinagre balsâmico; 4 col. (sopa) de azeite; 1 col. (chá) de sal; 2 col. (sopa) de sementes de gergelim.

Modo de preparo: Em uma saladeira, disponha as folhas. Distribua as fatias de kiwi, os tomates-cereja, os queijos e reserve. Para o molho: em uma molheira, misture todos os ingredientes e sirva à parte com a salada.