Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Meliá retira de seus cardápios...

Meliá retira de seus cardápios a barbatana de tubarão

Publicada em : 05/09/2014

A iniciativa, que será mantida em todos os hotéis da Meliá Hotels International em todo o mundo, busca contribuir para a preservação dos ecossistemas marinhos, cuidar do meio ambiente e proteger a vida no planeta


Como parte de seu compromisso com a sustentabilidade, o meio ambiente e o respeito pela biodiversidade, a Meliá Hotels International anunciou que irá retirar a barbatana de tubarão dos cardápios de seus restaurantes, bem como nos eventos que ocorram em seus hotéis no mundo.

Esta iniciativa, enquadrada na Política Global de RSC e Sustentabilidade, representa um novo avanço no consumo responsável de recursos. Tal qual considera a Meliá Hotels International, só é possível uma hoteleira ser sustentável quando se identifica o impacto de suas operações sobre o entorno natural tanto em escala local quanto global. Com a retirada da barbatana de tubarão como ingrediente, a Meliá contribui para a preservação e proteção do importante papel que cumpre o tubarão na manutenção do equilíbrio dos ecossistemas marinhos.

Como predadores, os tubarões são fundamentais na cadeia alimentar e são indicadores da saúde do oceano, pois eliminam os exemplares mais fracos, mantém o equilíbrio com os competidores e garantem a diversidade das espécies. Além disso, facilitam a manutenção do habitat de algas e recifes de coral. Sua redução ou eliminação dos ecossistemas permite que outros predadores proliferem e se alimentem de herbívoros. A consequência direta da redução de herbívoros produz a expansão de microalgas com as quais o coral pode competir. Este processo permite que o ecossistema seja dominado por algas e a sobrevivência do recife seja colocada em perigo.

Com esta ação, mais uma vez, a Meliá Hotels International manifesta seu compromisso para reduzir o impacto de sua atividade e preservar a diversidade biológica dos destinos turísticos que opera, através do respeito da flora e fauna dos mesmos.

Fonte:Omnipress Comunicação Empresarial