Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Turismo oficial e iniciativa p...

Turismo oficial e iniciativa privada da Argentina apontam soluções para assegurar fluxo de visitantes

Publicada em : 29/06/2011

Mais 1,7 milhão de visitantes desembarcaram no país vizinho de janeiro a março deste ano

Em reunião com operadoras turísticas brasileiras, na tarde desta terça-feira (28/6), em São Paulo, o Inprotur - Instituto Nacional de Promoção Turística da Argentina, Aerolíneas Argentinas e representantes do segmento hoteleiro de Bariloche, apresentaram soluções para viabilizar a chegada de brasileiros que se preparam para aproveitar a nova temporada de neve.

Com a abertura do aeroporto de um dos principais destinos de inverno da Argentina, marcada para o próximo dia 9 de julho, já livre das cinzas do vulcão, a Aerolíneas Argentinas disponibiliza ao trade nacional a opção de levar os passageiros, a partir do Brasil, para outros dois aeroportos da Patagônia Argentina - de Neuquén (Província de Neuquén) e Esquel (Província de Chubut), distantes, respectivamente, 430 quilômetros e 280 quilômetros de Bariloche.

A proposta prevê escala em Buenos Aires e traslado depois do desembarque em ônibus de luxo, oferecido pelo governo de Río Negro, onde está um dos destinos argentinos mais procurados pelos brasileiros. Conforme Fabián Lombardo, diretor de Vendas Internacionais da Aerolíneas Argentinas, também destinos como Ushuaia e El Calafate, mas ao Sul da Patagônia, estão sendo atendidos em rotas alternativas que voam sobre o Oceano Pacífico, no lugar do traçado regular que segue a linha do Atlântico. O diretor da companhia aérea de bandeira não descartou a possibilidade de abrir novos voos direto para Bariloche, quando normalizada a operação no aeroporto local, desde que a demanda justifique tal decisão.
Na neve, com desconto

Da parte dos empreendimentos privados, Hugo de Barba, representante dos hoteleiros e que falou em nome do Ente de Turismo de Bariloche - o Emprotur, anunciou que os hotéis da cidade já trabalham com descontos de 30% nas tarifas e os centros de esqui com preços de média temporada, ou seja cerca de 20% abaixo do que é tradicional praticado na alta estação. Para se atualizar sobre Bariloche: www.barilochepatagonia.info e sobre os destinos de neve argentinos: www.nieveargentina.com.ar

Fonte:Nina Marciano Comunicações