Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Canadá informatiza emissão de ...

Canadá informatiza emissão de visto para brasileiros

Publicada em : 19/02/2013

A Infovistos é uma das pioneiras a adotar este sistema para facilitar a solicitação de seus clientes


Desde dezembro a embaixada do Canadá passou a utilizar um sistema eletrônico para emitir visto para os brasileiros. Ali o requerente preenche um formulário, que é enviado às autoridades canadenses, então responsáveis pela análise e aprovação do pedido.

À primeira vista, tudo parece ser bem simples. Mas o processo requer muitos cuidados para evitar a recusa do visto, e até o adiamento da viagem. “Isso normalmente ocorre por que as pessoas querem encaminhar tudo sozinhas, mas não conhecem o trâmite, faltam informações.”, alerta Alexandre Luis Pedrosa, que é diretor da Infovistos, uma das maiores empresas de emissão de vistos do país.  Além disso, o governo canadense continua criterioso na análise de dados dos viajantes. Por isso, toda atenção é pouca na hora da solicitação.

Entre os fatores que podem comprometer o processo estão a dificuldade de lidar com o sistema, já que, entre outras coisas, há vários tipos de formulários; todo o conteúdo é em inglês; e as respostas também devem ser no idioma do país. Aí, de novo, uma empresa especializada cumpre papel determinante. “Além de ter familiaridade com os formulários, ela tem todas as dicas de como preenchê-lo.”, argumenta o diretor da Infovistos.

O mais recomendado, então, é que o requerente procure orientação de profissionais do ramo, para não enviar informações incompletas, conflituosas ou até deixar de apresentar dados imprescindíveis para a aprovação do visto, como comprovações de que tem motivos para voltar para casa (carteira profissional, certidão de casamento); de que tem condições para se manter no período em que estiver viajando; entre outras.

“Recebemos o contato de muitas pessoas que tentaram encaminhar este processo sozinhas, mas tiveram o visto negado, e precisam começar tudo de novo. Do total de solicitações no mês, aproximadamente 8% são de casos como este.”, acrescenta Alexandre.

Para evitar perda de tempo, e gastos dobrados com documentação, fique atento a estas dicas e busque orientação de quem entende do assunto.

Fonte:marsi comunicação