Turismo

Home/ Notícias Online/ Turismo/ Pesquisa traça perfil dos viaj...

Pesquisa traça perfil dos viajantes brasileiros

Publicada em : 14/08/2012

Estudo da Hi-Mídia realizado em parceria com o Instituto M.Sense, mostra que o brasileiro viaja com mais frequência

Considerada como um dos itens de consumo mais desejado, as viagens de lazer e o segmento de turismo cresceram entre os brasileiros nos últimos anos. Ainda assim, é facilmente descartada de acordo com a condição financeira, que também é determinante na escolha dos destinos e hospedagem. Com objetivo de mapear os interesses, comportamento e perfil dos viajantes do país, a Hi-Mídia, empresa especializada em segmentação e performance em mídia online, e a M.Sense, especialista em estudos sobre mercado digital, realizaram uma pesquisa entre os meses de abril e maio. Foram ouvidas 873 pessoas em todo país.

A pesquisa aponta que as viagens são um ato de desejo – 33% dos entrevistados escolheriam uma viagem ao exterior como prêmio de um concurso, atrás somente de R$10 mil em dinheiro e um carro popular. Por outro lado, 42% alegam que, caso fosse necessário diminuir despesas em uma eventual mudança na condição financeira, as viagens seriam o segundo item cortado do orçamento familiar, sendo que em primeiro estão saídas para bares e restaurantes.

Onde ficar

Trinta e oito por cento dos entrevistados afirmam viajar mais de duas vezes ao ano, seja de carro ou ônibus, e 35% viajam anualmente usando avião como meio de transporte. As viagens feitas com parceiros(as) são as mais citadas entre os entrevistados, com 75%, seguida dos que viajam com os filhos, com 35%.

A hospedagem é um dos fatores considerados mais importante para os viajantes, tendo como item primordial na contratação o café da manhã. Quarenta por cento dos entrevistados se hospedam em hotéis de três e quatro estrelas, e 27% optam por se hospedar na casa de amigos ou familiares.

Destinos

No planejamento de uma viagem os principais fatores que influenciam na escolha do destino variam, porém com a predominância da condição financeira do momento, com 74%. O tempo disponível, com 45%, está em segundo lugar, e as acomodações e/ou estrutura de hotel em terceiro, com 40%.

As viagens são determinadas de acordo com quesitos considerados mais importantes como atrações turísticas, motivo da escolha de 40% dos destinos, seguido da beleza natural com 38% e do sossego do lugar, com 35%. As compras, a gastronomia e o fato de ter familiares e amigos no local são fatores avaliados como não determinantes.

Quando o assunto é destino nacional, o Rio de Janeiro e Minas Gerais são os estados campeões de visitas com, respectivamente, 49% e 46%. São Paulo está em terceiro lugar, com 42%. Entre os menos visitados estão Acre, Piauí, Amazonas e Mato Grosso. Trinta e oito por cento dos entrevistados já viajaram para o exterior. Considerando os dez países mais visitados, seis são da América do Sul - a Argentina à frente com 22%, seguido do Paraguai com 15% - três da Europa, sendo eles França, Espanha e Portugal, e um da América do Norte, os Estados Unidos, com 8%.

Em território brasileiro, o arquipélago de Fernando de Noronha, localizado no estado do Pernambuco, é o destino dos sonhos para 30% dos entrevistados. Em segundo lugar, está Bonito, no Mato Grosso do Sul, com 6%. Dentre os destinos internacionais, a Itália tem a preferência, com 10%, sendo mais desejada que Disney e Paris, ambos com 6%.

“A pesquisa mostra o perfil do viajante, das viagens já realizadas e dos sonhos. São informações importantes para que as empresas do segmento, ou que querem atingir este público, se adequarem a comunicação e ofertas.” afirma Bruno Maletta, sócio diretor da M.Sense e responsável pela pesquisa.

Cruzeiros

Outro apontamento da pesquisa é que, apesar do elevado interesse em viagens de navio, 90% nunca fizeram um cruzeiro. Dentre os 10% dos entrevistados que já fizeram cruzeiros, somente 1% não repetiriam a experiência, indicando um alto índice de satisfação.

Fonte:In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação