Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Pevenção de doenças que prejud...

Pevenção de doenças que prejudicam o desenvolvimento infantil

Publicada em : 05/09/2014

Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica alerta para a incidência de infecções no ouvido, distúrbios do equilíbrio e problemas respiratórios


São muitos os problemas que afetam as crianças durante a infância, mas as doenças otorrinolaringológicas, quando não tratadas corretamente, comprometem o seu desenvolvimento. A ocorrência de infecções no ouvido, denominadas otites, dos distúrbios do equilíbrio, de problemas respiratórios e da apneia obstrutiva do sono causam prejuízos na formação da criança e podem influenciar o crescimento saudável.

Para chamar a atenção para as doenças otorrinolaringológicas que afetam as crianças e contribuir para a prevenção, a Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica (ABOPe) lança a Campanha Nacional Otorrino Pediátrica. Entre os dias 12 e 14 de setembro, o público presente no Parque Ibirapuera terá acesso a atividades educativas e intervenções culturais que abordam as principais afecções que ocorrem nos ouvidos, nariz e garganta. A ação é realizada em parceria com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF) e tem o apoio da Prefeitura de São Paulo.

“É muito importante divulgar quais são as principais afecções otorrinolaringológicas que podem interferir no desenvolvimento físico e cognitivo infantil. Disseminar informações sobre os sintomas e tratamento adequado para cada patologia são determinantes para minimizar suas consequências”, afirma a presidente da ABOPe, a Dra. Renata Di Francesco.

Segundo a presidente da ABOPe, cerca de 3% das crianças em idade pré-escolar sofrem de apneia obstrutiva do sono, afecção caracterizada pelo ronco alto e interrupção da respiração ao dormir.

“A fragmentação do sono prejudica a ação do hormônio de crescimento fazendo com que as crianças que sofrem de apneia não atinjam o desenvolvimento em peso e em altura se comparadas às saudáveis”, comenta a especialista.

As otites crônicas ou serosas são infecções do ouvido que causam perda da audição em cerca de 15% das crianças na faixa pré-escolar e, como consequência, atrapalham o desenvolvimento da fala e interferem no processo de alfabetização. “Alguns cuidados previnem as otites, como o aleitamento materno, evitar o uso chupetas e que as crianças mamem deitadas, assim como o tratamento da obstrução nasal, de alergias e de doenças que comprometam a imunidade”, explica a Dra. Di Francesco.

A Campanha, que conta com o apoio dos Doutores da Alegria, também abordará os distúrbios do equilíbrio, que causam déficit de atenção, atraso no desenvolvimento psicomotor, dificuldade de aprendizado, além de contribuir para o isolamento social. “A criança afetada não consegue participar das brincadeiras que outras da mesma idade realizam com facilidade, como andar de bicicleta e pular amarelinha”, afirma a médica.

Atividades propostas
As atrações da campanha estarão divididas em quatro ambientes distintos. A estação sobre o ouvido exibe o funcionamento da audição e qual a sua relevância para comunicação e relacionamento das crianças. Uma atividade vai medir a decibéis dos sons presentes no dia a dia, como os eletrodomésticos, e qual a intensidade que o ouvido pode suportar.

Na seção sobre o equilíbrio os visitantes saberão mais sobre a relação do ouvido com o equilíbrio, quais seus principais distúrbios e como evitá-los. Nos exercícios disponíveis, as crianças vão avaliar suas habilidades de equilíbrio brincando de amarelinha e andando em cima de uma corda.

Sobre a respiração, os participantes conhecerão as principais causas da obstrução nasal e seu impacto na qualidade de vida e poderão brincar com o “Jogo dos Aromas”, teste para identificar, apenas com o olfato, 10 cheiros diferentes. 
Uma intervenção cultural realizada pelos Doutores da Alegria abordará os efeitos do ronco e da apneia obstrutiva do sono no desenvolvimento infantil.

“Convido todos a participarem dessa importante iniciativa promovida pela Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica. Será uma ótima oportunidade de aproximar pais e filhos e divulgar a importância da prevenção”, conclui a Dra. Renata Di Francesco.

Doutores da Alegria apoiam a iniciativa
O fundador do Doutores da Alegria, Wellington Nogueira, cedeu gratuitamente sua imagem para a  Campanha Nacional Otorrino Pediátrica. A organização sem fins lucrativos atua desde 1991 junto a crianças hospitalizadas, seus pais e profissionais da saúde. O grupo utiliza no hospital a paródia do palhaço que finge ser médico, tendo como referência a alegria e o lado saudável dos pacientes, colaborando para a transformação do ambiente onde se inserem e beneficiando a saúde pública.

“Nossa organização se identifica com a proposta da ABOPe e estimula as ações de prevenção como a Campanha Nacional Otorrino Pediátrica, afinal, tão importante quanto levar alegria e conforto aos nossos pequenos pacientes, é promover ações para evitar que as crianças fiquem doentes”, afirma  Wellington Nogueira.

Serviço
Campanha Nacional Otorrino Pediátrica
Data: 12, 13 e 14 de setembro
Local: Na Arena de Eventos do Parque Ibirapuera (Portão 10)
Horário: das 9h às 17h

Fonte:Sintonia Comunicação