Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Hemonúcleo Regional de Jaú nec...

Hemonúcleo Regional de Jaú necessita de doações de sangue

Publicada em : 27/06/2013

No dia 29, doadores serão recepcionados com café da manhã junino


O Hemonúcleo Regional de Jahu, da Fundação Hospital Amaral Carvalho, faz um apelo especial aos doadores: não precisa pular fogueira nem subir no pau de sebo, a unidade só precisa de doações de sangue que podem ajudar a salvar vidas.

Francisco Martins da Costa Filho, coordenador do Hemonúcleo afirma que o local está com estoque de sangue e plaquetas em estado crítico. “Especialmente em épocas de férias e em dias mais frios, o número de doadores de sangue diminui em cerca de 30%. São bolsas de sangue e hemocomponentes que fazem falta”, relata.

Por isso, a colaboração da população é de extrema importância para manter o estoque abastecido. Como forma de agradecimento, no dia 29, das 7h30 às 12h no arraiá do Hemonúcleo vai ter pipoca, chá, paçoca e guloseimas típicas de festa junina, além do tradicional lanche servido.

Você pode ajudar. Para doar sangue é preciso:
- Estar em boas condições de saúde e descanso;
- Ter entre 16 e 67 anos (menores, a partir dos 16 anos podem doar acompanhados de um dos pais ou responsável legal; maiores de 65 anos só podem doar se já doaram antes dos 60 anos);
- Pesar no mínimo 50 kg;
- Estar alimentado (mas evite ingerir alimentos gordurosos);
- Apresentar documento oficial de identidade com foto;
- Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade;
- Não estar utilizando medicamentos;
- Não estar resfriado ou com gripe;
- Não ter tido doença de Chagas, Sífilis, Malária ou ser soropositivo de AIDS;
- Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos 12 meses;
- Não estar grávida ou amamentando.

Serviço
Hemonúcleo Regional de Jau – Fundação Hospital Amaral Carvalho
Rua Dona Silvéria, 150 – Jahu, SP
Tel. (14) 3602-1356
Horário de atendimento
Segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 7h30 às 16h30.
Quartas-feiras, das 7h30 às 20h.
Sábados, das 7h30 às 12h.

Fonte:Departamento de Comunicação - Fundação Hospital Amaral Carvalho