Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Campanha Viva Bem com Parkinso...

Campanha Viva Bem com Parkinson promove uma série de ações

Publicada em : 10/04/2013

O objetivo é incentivar o diagnóstico precoce, desmistificar a doença e favorecer o equilíbrio na dinâmica familiar


Oficinas de origami, pintura e dança, além da apresentação do coral da Associação Brasil Parkinson (ABP), são algumas das ações de conscientização programadas para acontecer no próximo dia 13 de abril, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, para chamar a atenção dos visitantes para a semana do Dia Mundial da doença de Parkinson (11 de abril). As atividades, parte da campanha nacional Viva Bem com Parkinson, serão realizadas por parkinsonianos no parque para mostrar como é possível conviver com a doença superando as limitações. Médicos especialistas também estarão à disposição para tirar dúvidas da população. A iniciativa, lançada pela Academia Brasileira de Neurologia e pela ABP, conta com apoio da Roche e pretende mostrar que a informação sobre o diagnóstico precoce e tratamento é a chave para melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

Para o neurologista Henrique Ballalai Ferraz, da ABN, o apoio dos familiares é fundamental para uma evolução equilibrada da doença. “Quando a família compreende a condição do seu ente querido, passa a ser parceria do profissional de saúde no processo de tratamento”, afirma. O especialista esclarece ainda que, tanto para os filhos como para os pais - que sempre foram exemplos de responsabilidade e agentes na construção da estrutura da família e de repente se tornam dependentes de filhos, netos, irmãos- ver que os papéis estão invertidos é uma tarefa muito difícil.

Com uma prevalência aproximada de 2% da população acima de 60 anos, estima-se que mais de 300 mil brasileiros convivam com a doença de Parkinson. Esse número pode ser maior, uma vez que os sintomas são confundidos, muitas vezes, com sinais do envelhecimento. O diagnóstico é clínico, não existe um exame específico para detectar a doença.

Apesar de ser uma das doenças neurológicas mais comuns dos dias atuais, a causa da doença de Parkinson, caracterizada pela degeneração das células dopaminérgicas do cérebro, ainda é desconhecida. Especialistas afirmam que diversos fatores, como ambientais e genéticos, estão envolvidos no aparecimento da doença e que, embora existam formas hereditárias da doença de Parkinson, cerca de 20%, especialmente em casos de início mais jovem, a genética não explica a maioria dos casos.

A doença de Parkinson não é letal, mas é muito importante que seja diagnosticada de forma precoce. Só assim, e com tratamento adequado, o paciente pode continuar com suas atividades de rotina de maneira saudável e com qualidade de vida. Os principais sinais da doença são motores e se manifestam por tremor de repouso, rigidez muscular, lentidão dos movimentos e alteração do equilíbrio.

A campanha Viva Bem com Parkinson também apoiará eventos de conscientização que acontecem em outras regiões do país, nos estados do Paraná, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Mais informações sobre a doença e a campanha estão disponíveis no site www.vivabemcomparkinson.com.br.

Fonte:Acontece Comunicação e Notícias