Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Maternidade estadual bate reco...

Maternidade estadual bate recorde de doações de leite humano

Publicada em : 17/10/2011

Em um único mês, 110 litros de leite foram doados pelas mães em unidade de saúde de Interlagos

A maternidade estadual Interlagos, da Secretaria de Estado da Saúde, na zona sul da capital, acaba de bater recorde histórico de doações de leite humano obtidas em um único mês.

Segundo o balanço de agosto (último consolidado), 445 mães doaram uma quantidade de 110,2 litros de leite humano, que alimentou os 38 bebês internados no hospital e ainda contribui para garantir os estoques do banco de leite interno. A média mensal na unidade é de 80 litros.

Do total de coletas de agosto, 177 foram realizadas no alojamento do hospital, 171 no berçário, 83 em visitas domiciliares e 12 no próprio banco de leite. Também foram realizadas captações no pronto-socorro e até na ala de repouso pós-anestésico.

Antes de ser consumido pelos bebês, o leite coletado é analisado no laboratório de microbiologia da maternidade, por onde passa por processo de controle de qualidade. “Ficamos muito satisfeitos com o resultado. Porém, precisamos de ainda mais doadoras porque existem outros hospitais que precisam de leite humano, e a quantidade que captamos é suficiente apenas para suprir a demanda interna, que é muito grande por conta do hospital ser referência na cidade”, diz Sandra Sestokas, diretora da maternidade estadual.

Para ser doadora de leite humano é necessário que a mulher esteja amamentando ou ordenhando para o próprio filho, não tenha nenhuma doença crônica, não fume nem use drogas e não consuma bebidas alcoólicas.

Durante o período de coleta do leite, além de passar pro acompanhamento médico para controle de seu estado de saúde, a doadora também será submetida a exames sorológicos e análise dos medicamentos que esteja utilizando.
Quem tiver interesse em doar, basta ir até o Banco de Leite ou postos de coleta mais próximo de sua residência. A lista com os endereços dos postos está disponível no www.redeblh.fiocruz.br. 

Fonte:Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo