Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Leucêmicos ainda sofrem em bus...

Leucêmicos ainda sofrem em busca de doação de medula

Publicada em : 08/09/2011

Índice de doadores no Brasil é alto mas continua longe de suprir demanda

Mesmo com mais de 2 milhões de doadores inscritos no cadastro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), instalado no Instituto Nacional de Câncer (INCA), o Brasil ainda não consegue suprir toda a demanda de doações. Hoje, cerca de 2500 pessoas aguardam na fila por uma medula compatível. Michele Aparecida Zanco é uma delas.

A jovem de 31 anos luta contra a Leucemia Mielóide Aguda, descoberta em janeiro, durante a festinha de aniversário de um ano de seu filho, quando sofreu um mal súbito. De lá para cá, a batalha contra a doença continua firme. Sem ninguém compatível na família, Michele aguarda ansiosa pela descoberta de um doador.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) a estimativa é que 9.600 novos casos da doença sejam descobertos no Brasil, este ano. Já as estatísticas apontam que a probabilidade de encontrar uma medula compatível é de uma em 100.000. Por isso é cada vez mais importante que as pessoas se mobilizem para ajudar a salvar vidas.

Para se cadastrar como doador voluntário de medula óssea basta ir a um dos postos cadastrados de todo o Brasil. Qualquer pessoa saudável, entre 18 e 54 anos, pode participar. São coletados apenas 10 ml de sangue.

Mais informações podem ser encontradas no site da Ameo Associação da Medula Óssea do Estado de São Paulo
www.ameo.org.br - Tel: (11) 3333.4424. 

Fonte:Associação da Medula Óssea do Estado de São Paulo