Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ LER

LER

Publicada em : 18/03/2019

A síndrome que virou "moda"

Divulgação
A síndrome que afeta principalmente os nervos e tendões dos membros superiores, a L.E.R (Lesões por Esforço Repetitivo), também chamada de DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), provoca dor e pode, inclusive, alterar a capacidade funcional da pessoa. A L.E.R tem que tornado cada vez mais comum, inclusive em adolescentes e crianças, especialmente por conta da tecnologia, devido ao uso excessivo de celulares e tablets.

Entre as principais causas do problema estão o esforço repetitivo e exagerado, má postura e carregamento de peso de forma inadequada.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM), Dr. Marcelo Rosa de Rezende, o corpo humano não foi projetado para ficar na mesma posição por horas e, por isso, se ressente, mas nos últimos tempos, parece que virou moda o diagnóstico de L.E.R, e qualquer dor que surja nos braços ou nas mãos faz com que muitas pessoas se autodiagnostiquem.

As áreas mais atingidas pela L.E.R são: punho, coluna cervical e cintura escapular (região dos ombros e pescoço), e entre os sintomas estão inchaço nas articulações, perda de força, formigamento e até mesmo alteração de temperatura.

“É fundamental que o paciente procure atendimento médico especializado desde o início dos sintomas, já que uma vez que se tornar crônica, o tratamento fica muito mais difícil. Mas é importante ressaltar que a L.E.R tem cura”, afirma o Dr. Marcelo Rosa.

Mas a prevenção é melhor forma para evitar a L.E.R. “Fazer exercícios de alongamento muscular (braço, punho, pescoço e cervical), ter apoio ao digitar, intervalo entre as horas de trabalho, carga horária mais baixa, melhorar a postura, além da elevação de ombro para melhorar a postura e fortalecer a musculatura, auxiliam no cuidado para evitar a síndrome, conclui o presidente da SBCM.

Fonte:Predicado Comunicação