Saúde

Home/ Notícias Online/ Saúde/ Alimentação após 40 anos

Alimentação após 40 anos

Publicada em : 30/01/2019

Dieta deve ser encarada como um estilo de vida, afirma nutricionista

Divulgação
Divulgação
Ao passar dos anos a atividade do metabolismo tende a diminuir, fazendo com que o corpo gaste menos energia e demore mais para eliminar sua gordura. Ainda que seja um processo natural, é possível criar hábitos que equilibrem esse cenário e até reverta essa situação.

Existem dietas adequadas para cada tipo de organismo que facilitam uma boa reeducação alimentar. Mas a nutricionista Sabina Donadelli ressalta que não há uma específica para cada idade. "Quanto mais jovem, com mais facilidade se perde peso porque o organismo assimila com mais rapidez a mudança. Mas no geral, independentemente de idade, optar por uma alimentação saudável vai privilegiar o tipo de cada pessoa", afirma.

Para ela a dieta deve ser encarada como uma escolha pessoal a ser levada a sério. "Antes de mais nada, é preciso pensar no tipo de alimentação que uma pessoa adota dentro do seu estilo de vida e estar em paz e satisfeito com as suas decisões neste sentido. Tudo é questão de adaptação e o primeiro passo começa na cabeça, em decisão pessoal e de amor próprio", ressalta Donadelli.

Assim como em outros âmbitos da vida, a dieta é um entendimento que se dá a partir de tentativas, erros e acertos. Os métodos não devem ser encarados como poções mágicas, e qualquer dieta deve ter como princípio base o cuidado e respeito com o corpo.

"Acredito que a consciência vem acompanhada de informação. Se eu sei que um alimento com menor corante, conservante, um alimento embalado é menos saudável do que um alimento preparado com alimentos frescos, essa será a minha opção. Se há desistência é porque foi adotado um modelo de dieta que incompatível com seu jeito de ser", afirma a nutricionista.

No geral, para saber se algum alimento é bom ou não para ser consumido, busque produtos de origens naturais. "Em princípio, tudo o que é natural é melhor do que vem embalado. Uma dica que alguns profissionais dão é contar o número de ingredientes que tem no produto, se houver mais de 10 itens em composição, provavelmente não se trata de algo saudável", finaliza.

Apaixonada pelo poder dos alimentos, a nutricionista Sabina Donadelli garante que a comida pode fazer maravilhas pelas pessoas. E ela sabe o que está falando. Formada e pós-graduada em Nutrição, a profissional alia seus conhecimentos da escola clássica com estudos da fitoterapia e dietoterapia oriental, como a chinesa e a indiana.

Sabina afirma que nas doses e combinações certas, as refeições podem auxiliar no tratamento de doenças, auxiliam na perda de peso, corrigem distúrbios, espantam a tristeza, rejuvenescem a aparência e, entre tantos outros benefícios, ainda nos levam à felicidade.
Para saber um pouco mais sobre o trabalho da nutricionista, acesse o site - http://www.sabinadonadelli.com.br/ . Siga as dicas de como se alimentar e viver melhor também pelo instagram @sabinadonadellinutri ou pelo facebook - http://www.facebook.com/SabinaDonadelliNutricao

Fonte:Carolina Lara Assessoria de Imprensa e Conteúdo