Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ A Páscoa está chegando

A Páscoa está chegando

Publicada em : 17/03/2015

Procon-SP orienta sobre compra de ovos

divulgação
  A Páscoa está chegando e o comércio é invadido por ovos de chocolate, de diferentes cores, tamanhos, recheios, surpresas e preços.
Por isto, antes de comprar é importante pesquisar preços, qualidade e opções com atenção e avaliar o que cabe no bolso. 

Independentemente do valor e do formato, tenha sempre em mente que chocolate é chocolate. As barras de chocolate e caixas de bombons, por terem um custo menor, são uma ótima opção para quem quer presentear sem gastar muito.

Uma vez definido o tipo de produto, e após a tradicional pesquisa de preços, outra dica é evitar fazer compras com crianças, já que são facilmente impactadas pela influência do marketing de vendas e acabam querendo produtos que, nem sempre, caracterizariam um bom custo x benefício. 

Observar o rótulo, que deve trazer informações como data de validade, peso líquido, lista de ingredientes e composição  já que algumas doenças, como diabetes e doença celíaca, impedem a ingestão de açúcar ou glúten. 

Prestar muita atenção ao peso dos ovos, pois as numerações indicadas pelos fabricantes na embalagem não são equivalentes entre as marcas.
Quando houver inclusão de brinquedos no interior do produto, é necessário observar se a embalagem traz o selo do INMETRO e a idade recomendável para o brinquedo.

É importante ter consciência de que se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, com a informação de que estão “quebrados”, normalmente mais baratos que outros em perfeitas condições, o fornecedor não será obrigado a trocar o produto por este problema.

As embalagens devem estar em boas condições de armazenamento, longe de produtos de limpeza ou de odor forte e de qualquer fonte de calor.
Verificar se há sinais de violação do conteúdo, furos ou amassados, pois é ela quem protege o produto de insetos e de contaminação. 

Ao optar por ovos ou bombons de fabricação caseira solicitar uma visita à cozinha e a degustação do produto antes da compra. Os fornecedores de produtos fabricados artesanalmente, além de terem de seguir as mesmas regras de comercialização dos industrializados, também estão obrigados a fornecer nota fiscal. Ela é a principal garantia do consumidor em caso de troca ou reclamação. 

Fonte:Procon-SP