Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Vendas de Páscoa

Vendas de Páscoa

Publicada em : 17/03/2015

Especialistas apontam que as vendas devem ser estáveis em relação ao ano anterior e podem crescer até 5%

divulgação
Segundo levantamento realizado pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo) em conjunto com as CDL’s (Câmaras de Dirigentes Lojistas) de todo o estado, as vendas de Páscoa em 2015 devem ser estáveis em relação ao ano anterior e podem crescer até 5%. Além disso, os consumidores esperam gastar até R$ 100,00 em compras no período comemorativo.

Empresários e lojistas não acreditam em um crescimento tão representativo das vendas de Páscoa devido a atual economia. “A situação econômica brasileira não é boa. Com o aumento da inflação, a perspectiva de queda do PIB, crescimento na taxa de desemprego, entre outras notícias negativas, fazem com que o consumidor evite comprar ou pelo menos diminua suas despesas”, afirma o presidente da FCDLESP, Mauricio Stainoff.

Em relação às oportunidades temporárias para o período, a expectativa é que ocorram, aproximadamente, 12 mil contratações no comércio e indústria em todo o estado, entre os meses de março e abril. Este número representa um crescimento de 3% em relação a 2014.

ABC PAULISTA

Em SãO BERNARDO DO CAMPO, região metropolitana de São Paulo, a projeção para a data é mais otimista e espera crescimento de até 10% nas vendas de Páscoa, devido ao maior poder aquisitivo dos consumidores locais, que devem gastar mais de R$100,00 em compras. Além disso, o presidente da CDL de São Bernardo do Campo, Marcello Alexandre, afirma ainda que este é um bom momento para quem deseja trabalhar com o varejo, tendo o crescimento de até 5% nas contratações temporárias e com chances de efetivação na cidade.

LITORAL 

Já na PRAIA GRANDE, litoral do estado, com o atual comprometimento da renda familiar, os consumidores devem gastar entre R$60,00 e R$ 90,00 em compras de Páscoa. No geral, a região não espera crescimentos além de 10% em relação às vendas do ano anterior devido ao aumento dos preços de produtos em geral. Para o presidente da CDL de Praia Grande, Antonio Luiz de Souza, restaurantes, quiosques e lojas de chocolates devem ser os mais procurados para a data.

INTERIOR DO ESTADO

Na cidade de SOROCABA, interior de São Paulo, o crescimento em vendas para o período pode ser de até 3%, com grande procura por chocolates e também alimentos das redes de supermercados. A CDL da cidade acredita na criação de, aproximadamente, 900 vagas temporárias no comércio e diminuição no custo dos presentes, optando por gastar entre R$ 60,00 e R$ 100,00.

Em RIBEIRÃO PRETO, a expectativa de vendas de Páscoa é um aumento de até 5% em relação ao ano passado. Devido ao elevado endividamento da população, a tendência é que o crescimento das vendas seja moderado.
Além disso, o aumento em vagas temporárias para a época deve chegar a 3%, sendo aproximadamente 300 oportunidades com possíveis chances de efetivação no comércio. Os estabelecimentos que esperam mais retorno em vendas são os que comercializam produtos tradicionalmente pascais, como ovos de chocolate, bacalhau, entre outros. Destacam-se os supermercados como estabelecimentos que contratarão mais empregados. O ticket médio do consumidor na região deve ser entre R$ 60,00 e R$ 100,00 reais. 

Fonte:Agência Contatto