Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ Mutirão “Cadê Você”

Mutirão “Cadê Você”

Publicada em : 28/08/2014

Atendimento gratuito a pessoas com deficiência em Itaquera


O “Cadê Você”, serviço promovido pelo Instituto Mara Gabrilli que busca localizar e avaliar as condições de vida de pessoas com deficiência que moram nas regiões mais carentes de São Paulo, realiza novo mutirão de atendimento na Casa do Cristo Redentor, instituição beneficente localizada no bairro de Itaquera (zona leste), no próximo dia 30 de agosto, sábado, das 8 às 18h.

O atendimento é gratuito e exclusivo para pessoas com deficiência e seus respectivos familiares. Para participar do projeto basta se inscrever pelo site oficial no endereço www.cadevoce.com.br .  Os atendimentos são previamente agendados e, devido ao tempo limitado do mutirão, não serão atendidos os interessados que não realizarem inscrição prévia para participar do mutirão. Após a inscrição a equipe do Cadê Você entra em contato para o agendamento.

Durante a ação, uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicólogos e assistentes sociais vai oferecer orientações e divulgar serviços para pessoas com deficiência nas áreas de saúde, transporte, educação, trabalho, esportes e cultura e acessibilidade. Informações sobre direitos e garantias específicas para pessoas com deficiência, como benefícios sociais, isenções fiscais, financiamentos e aquisição de equipamentos pelo SUS, por exemplo, também pode ser obtidas durante o mutirão.

“São pessoas que, muitas vezes, não conseguem sair de suas casas, por falta de acesso, por falta de serviços, por falta de informação. A ideia deste projeto é justamente descobrir onde estão essas pessoas”, diz Mara Gabrilli, fundadora do IMG e idealizadora do projeto.

Em 2014, o “Cadê Você” conta com o patrocínio do McDonald’s e Sabesp, e já realizou quatro mutirões com aproximadamente  170 atendimentos, sendo que o mais recente aconteceu no último dia 26 de julho no Recanto Nossa Senhora de Lourdes, entidade beneficente localizada próximo ao Horto Florestal (zona norte).

Na ocasião, a equipe multidisciplinar do “Cadê Você” atendeu 30 pessoas e realizou 19 diagnósticos de deficiência intelectual (sendo um com transtorno associado), nove de deficiência física e dois de autismo. Foram realizados 32 encaminhamentos na área de saúde, dois na área jurídica, dois para facilitar o acesso ao mercado de trabalho, três para esportes e sete para cultura, lazer e socialização.

            Mutirões revelam baixa inclusão de pessoas com deficiência
Todas as informações colhidas durante os mutirões são utilizadas no relatório anual do projeto “Cadê Você”, que há quatro anos promove o mapeamento da população com deficiência que reside nas áreas mais carentes do município. Um trabalho pioneiro, já que nunca antes um levantamento como esse havia sido feito: as pessoas com deficiência em comunidades carentes eram cidadãos invisíveis.

O relatório “Cadê Você – 2012/2013”, que reuniu informações colhidas ao longo de um ano junto a 506 pessoas com deficiência, apontou que 56% dos entrevistados em idade escolar revelaram não saber ler nem escrever, e 34 pessoas declararam nunca ter frequentado uma escola. Entre os alfabetizados, 152 pessoas (43% dos atendidos em idade escolar) estudaram até primeiro ciclo do ensino fundamental.

Os baixos índices de educação e inclusão profissionalizante refletem, claro, diretamente na situação financeira. Por isso, a renda per capita desse cidadão é de até um salário mínimo para 383 pessoas e de meio salário mínimo para outras 173.

O levantamento também indicou que 80% dos entrevistados declarou precisar de algum tipo de tratamento de saúde que ainda não recebia. Entre os atendimentos mais solicitados estavam: fisioterapia (24%), fonoaudiologia (22%), terapia ocupacional e psicologia (ambos 13%).

Na área cultural, 62% dos atendidos afirmou não realizar nenhuma atividade, como frequentar oficinas, cinemas, teatro, bibliotecas ou museus, enquanto 79% afirmou também não realizar nenhum tipo de atividade esportiva, mesmo que apenas por lazer.

O contato da equipe com as famílias e o relatório do “Cadê Você” ajudam o Instituto Mara Gabrilli a aprimorar o projeto e sua atuação. A equipe do projeto disponibiliza nos mutirões uma série de materiais, entre cartilhas e guias, desenvolvidos conforme as necessidades apontadas, para melhorar a qualidade de vida dos atendidos. Além disso, o relatório do projeto também é encaminhado para os gestores públicos para que possam ser usados como instrumentos para conhecimento da demanda e elaboração de políticas públicas que venham atender a expectativa de promover a inclusão de todas as pessoas com deficiência.

“Durante muito tempo as pessoas com deficiência ficaram excluídas da sociedade. Hoje, a sociedade já reconhece a importância da acessibilidade, mas ainda é preciso garantir melhores condições de acesso à saúde, à educação, ao trabalho e à cidade como um todo, para que possam exercer seu direito de ir, vir, permanecer e participar em todos os locais da cidade. É preciso melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas”, diz Gabrilli.

Para mais informações, fotos e pedidos de entrevistas, entre em contato com vanessa@ticomunicacoes.com ou pelo telefone (11) 2506-6885.

Fonte:TI Comunicações