Notícias

Home/ Notícias Online/ Notícias/ SP tem queda de 70% nos casos ...

SP tem queda de 70% nos casos de dengue

Publicada em : 13/06/2011

10 de 645 cidades paulistas registram mais de 50% das infecções neste ano

Balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que o número de casos de dengue de janeiro a maio de 2011 foi 69,8% inferior ao registrado no mesmo período de 2010. Os municípios paulistas informaram à Secretaria, por intermédio do Sinan (Sistema de Informações de Agravos de Notificação), 55.083 casos autóctones (com transmissão dentro do estado) nestes cinco meses. De janeiro a maio de 2010 houve 182.698 casos.

Do total de casos de dengue em todo o Estado, 22% estão concentrados em Ribeirão Preto, que notificou pelo Sinan 12,3 mil ocorrências no período. Outras nove cidades registraram mais de mil casos: Bauru (3.604), Taubaté (2.374), Lorena (2.159), São Paulo (3.100), Araraquara (1.896), Campinas (1.808), Limeira (1.536), Sorocaba (1.227) e Sertãozinho (1.013). As dez cidades com maior número de casos representam 56% do total de ocorrências no Estado.
Foram notificadas 21 mortes por dengue autóctone entre janeiro e maio deste ano, nos municípios de Andradina (2), Araraquara, Bauru (3), Cândido Mota, Caraguatatuba, Cosmópolis, Itapira, Promissão, Ribeirão Preto (2), São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sertãozinho, Sumaré, Votuporanga e Taubaté (3). Em todo o ano de 2010 houve 138 mortes pela doença.

A Secretaria, por intermédio da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), auxilia as prefeituras paulistas no combate à dengue, com capacitação de profissionais de saúde, apoio aos municípios nas atividades de controle e prevenção (como ações especiais de nebulização), monitoramento de índices larvários, orientação e supervisão técnica às secretarias municipais, avaliação dos planos de contingência e diagnóstico laboratorial de casos suspeitos por intermédio do Instituto Adolfo Lutz. Por ano são investidos pelo governo estadual cerca de R$ 40 milhões nesta área.
Em abril deste ano a Secretaria promoveu grande mobilização, reunindo 25 mil agentes em todo o Estado, para uma semana especial de atividades de intensificação de busca e eliminação de focos do mosquito casa a casa, orientação para a população, vistoria de escolas, pedágios educativos e arrastões. A pasta também encaminhou 1,8 milhão de torpedos com mensagens de alerta sobre a doença, em parceria com a operadora de celular Vivo.

Fonte:Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo