Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Alunos da rede estadual criam ...

Alunos da rede estadual criam projetos inovadores de uso consciente da água

Publicada em : 25/03/2015

Cientistas mirins elaboraram sistemas que visam aperfeiçoar e otimizar a utilização hídrica em casa, nas comunidades, nas escolas e no campo

A2 Fotografia/ José Luis da Conceição

Alunos das escolas estaduais de São Paulo encontraram no meio ambiente uma oportunidade para criar e desenvolver projetos científicos. As soluções encontradas vão desde um sistema de irrigação com garrafas PET, um coletor da água de chuva de baixo custo e até o uso da matemática em dispositivos de controle de vazão e economia de água nas unidades de ensino. No total, a Secretaria da Educação do Estado registrou nove projetos com a bandeira da reutilização e otimização de recursos hídricos, que já passaram pelo crivo de pesquisadores especializados na organização de feiras científicas.

Um dos exemplos é o projeto da equipe da E.E Professor Carlos de Arnaldo Silva, em Jales, que vai representar o Estado de São Paulo na Genius Olympiad, em Nova York, uma competição internacional que envolve trabalhos relacionados a questões ambientais, desenvolvido por alunos do ensino médio. A autoria é dos jovens Jhonatan Ferreira, Raphael Casagrande, Wigor Ribeiro, de 16 a 17 anos. Eles criaram um modelo que prevê a aplicação de uma nova técnica de filtragem capaz de eliminar a sujeira e o odor da água, viabilizando a reutilização em banheiros e na limpeza das áreas externas das escolas.

Assim como o sistema idealizado pelos cientistas mirins da rede estadual, o projeto  dos alunos da E.E Joaquim Marques da Silva Sobrinho, de Caieiras, também merece destaque pela economia de água na irrigação da horta da escola. Os jovens desenvolveram um sistema de irrigação utilizando garrafas PET recicladas furadas com agulha ao invés de mangueira, economizando água, reciclando e regando a horta com precisão.  Já em São José dos Campos, os estudantes da E.E Ilza Irma Moeller Cóppio criaram um Sistema de Captação e Reaproveitamento de Águas Pluviais. Utilizando grades para evitar que lixo entupa bueiros e uma canaleta para a interceptação dessa água da chuva, evitando alagamentos e reutilizando a água.

“Estimular o conhecimento e a produção científica dos estudantes da rede estadual é um dos pilares da Secretaria Estadual de Educação. E o objetivo é atingido com a realização de projetos e pesquisas que mostram, não só o potencial dos alunos da nossa rede, mas também possíveis soluções para as questões ambientais a partir de inovações tecnológicas”, afirma a coordenadora do programa do Novo Modelo de Tempo Integral da Secretaria, Valéria Souza.

Escola Projeto

E.E Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Eliminação de sujeira e  odor da água para viabilizar a reutilização.

E.E Elvira de Pardo Mêo Muraro
Água de reuso.

E.E  Joaquim M. da Silva Sobrinho
Sistema de irrigação com garrafa PET.

E.E Reverendo Augusto Paes de Ávila
Um olhar matemático na otimização do controle de vazão de água nas Escolas

E.E Ilza Irma Moeller Cóppio
Sistema de Captação e Reaproveitamento de Águas Pluviais.

E.E Joaquim M. da Silva Sobrinho
Coletor de chuva de baixo custo.

E.E Profª Ilza Irma Moeller Cóppio
Reaproveitando a pressão hídrica.

E.E Professor Francisco Pereira da Silva
Uso consciente da água.

E.E Antonio Francisco dos Santos jr.
Construção de uma estação de tratamento de esgoto para as regiões ribeirinhas.

Fonte:Secretaria da Educação do Estado de São Paulo