Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ São Bernardo recebe título de ...

São Bernardo recebe título de "Cidade Livre do Analfabetismo"

Publicada em : 10/07/2014

Selo é concedido pelo MEC aos municípios onde o índice da população sem instrução não atinja 4%; em São Bernardo esse número não chega a 3%

Secretaria de Comunicação - Divisão de Jornalismo


São Bernardo do Campo recebeu, no dia 11 de junho, o título de "Cidade Livre do Analfabetismo", concedido pelo Ministério da Educação (MEC) e atribuído aos municípios nos quais o índice da população sem instrução não atinja 4%. Em São Bernardo, esse número é inferior a 3% dos moradores.

As políticas públicas desenvolvidas para promover a continuidade dos estudos às pessoas acima de 15 anos, ampliando o tempo de escolaridade da população e dando a possibilidade de qualificação profissional, além do modelo inovador na Educação de Jovens e Adultos (EJA), foram determinantes para que a cidade conquistasse o título.

Para atingir diferentes públicos -- jovens, adultos e idosos --, o programa passou a oferecer três modalidades de aprendizado: alfabetização, elevação da escolaridade e qualificação profissional. Além disso, de acordo com a necessidade dos alunos, a Prefeitura oferece gratuitamente transporte, alimentação e material didático.

Dessa forma, foi possível beneficiar, nos últimos dois anos, cerca de 20 mil pessoas acima dos 15 anos. Para atender à diversidade do público, a Secretaria de Educação organizou a oferta em três iniciativas: Programa de Alfabetização de Continuidade (Promac); Qualificar para Mudar, serviço de elevação de escolaridade e qualificação profissional; e o Movimento de Alfabetização (Mova). Os alunos da escola profissional são capacitados nas áreas de saúde, construção civil, costura, marcenaria, informática, imagem pessoal, meio ambiente e alimentação.

A política pública do EJA em São Bernardo está configurada nos seguintes serviços: Elevação de escolaridade no período noturno nas Escolas Municipais de Educação Básica (Emebs), elevação de escolaridade e qualificação profissional nas Escolas Municipais de Educação Profissional e o MOVA, que atua nas entidades de bairros na alfabetização dos educandos.

São atendidos munícipes a partir dos 15 anos que residam ou trabalham na cidade. As matriculas de elevação de escolaridade e MOVA ficam abertas durante todo o ano, enquanto na qualificação profissional existem três períodos de inscrições e matrículas, nos meses de fevereiro, maio e setembro -- o edital com as datas é publicado no Jornal Notícias do Município (NM).

"Esse prêmio significa o reconhecimento de uma política que fortalece a continuidade da Educação, de modo que jovens, adultos e idosos possam ter uma escola que respeita as suas especificidades e necessidades", afirmou a secretária de Educação do município, Cleuza Repulho. Ainda de acordo com ela, o EJA de São Bernardo é resultado de estudos que constataram a real necessidade da população da cidade. 

Medalha Paulo Freire - No fim de 2012, a cidade de São Bernardo foi agraciada com a Medalha Paulo Freire. A honraria, também concedida pelo MEC, é conferida a poderes públicos e instituições que se destacam nos esforços para a universalização da alfabetização e educação de jovens e adultos. Essa premiação é anual, e a cerimônia de entrega da medalha é realizada em Brasília.

Fonte:Secretaria de Comunicação - Divisão de Jornalismo