Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Em debate a Geração Y

Em debate a Geração Y

Publicada em : 29/10/2012

Blackboard promove fórum onde especialistas brasileiros e convidado norte-americano discutem como aliar ensino e tecnologia


Multitarefas, engajados e ansiosos por assuntos que realmente afetem sua vida cotidiana. Esse é o perfil dos chamados Millenials, o grande público universitário de hoje. Nascidos entre 1978 e 1990, a também denominada Geração Y está provocando uma revolução silenciosa, principalmente na maneira de se envolver com os conteúdos na faculdade. Livros e lousas já não são mais suficientes para esses estudantes multimídia. Como, então, cativá-los para que absorvam o conteúdo? Esse é o debate que vai nortear o Fórum de Educação 2012, promovido pela Blackboard (multinacional especializada em tecnologia aplicada à educação e representada, no Brasil, pelo Grupo A) no próximo dia 6 de novembro, em São Paulo.

“Mais que apenas uma aula expositiva, os alunos de hoje esperam mais interação. Eles buscam online tudo aquilo que os professores não conseguem passar, querem checar informações via internet toda vez que sentem que falta algum adendo e ainda querem partilhar com os colegas novas informações que possam agregar ao conteúdo aprendido”, afirma Bruno Weiblen, gerente da Blackboard no Brasil. Por isso, durante o evento, seis especialistas em educação vão apresentar ideias e experiências de utilização da tecnologia em sala de aula e propor diferentes formas de envolver um aluno conectado, multitarefa e interativo no processo de aprendizagem. Além disso, a participação do neurocientista Ramon Moreira Cosenza ajudará professores e educadores a entenderem melhor como funciona o cérebro do universitário multitarefa, para que eles possam adaptar a experiência educacional da melhor maneira.

O americano Gordon Freedman, (guru mundial de tecnologia aplicada à educação) Presidente do National Laboratory for Education Transformation (NLET) e ex-vice-presidente de Estratégia de Educação Global da Blackboard, abre o evento com a palestra “Influências da tecnologia na educação: como será o ensino no futuro?”. Além de apresentar o que se espera que seja incluído em sala de aula, Freedman deve ainda levantar pontos sobre como os professores podem se preparar para usar as novas tecnologias.

Na sequência, Marta Maia, consultora e membro do Comitê Nacional de Informatização para Todos da UNESCO, vai mediar a mesa redonda “Tecnologias a favor da educação”. Ali, Maria Alice Carraturi (Diretora de Responsabilidade Social do Grupo ABC e Mestra em Educação, Psicopedagoga e Pedagoga pela PUC-SP), Carlos Araújo (Pró-reitor do Campus Virtual da Universidade Cruzeiro do Sul) e Benhur Etelberto Gaio (Reitor do Centro Universitário Internacional – UNINTER) debaterão sobre como se deixar envolver pelos métodos que os nativos digitais preferem aprender. Eles vão expor as experiências que já têm tido com a utilização de tecnologia em sala de aula e comentar sobre os possíveis caminhos para fazer desse momento, uma atividade envolvente.

Para encerrar o evento, Ramon Moreira Cosenza, autor do livro Neurociência e Educação (Artmed, 2012) indicado ao Prêmio Jabuti 2012, palestra sobre “As neurociências e a Educação no Século XXI”. O especialista explica as mudanças do cérebro diante do aprendizado, e mostra o que a neurociência tem a dizer sobre como pensam os alunos que já nasceram envolvidos com aplicativos digitais. “Sabemos que eles fazem muitas tarefas ao mesmo tempo – e que, talvez por isso, não consigam se concentrar no modelo tradicional de aulas -, além do fato de verem o aprendizado como um processo colaborativo”, enfatiza Weiblen. Mas, será que os professores estão prontos para entender essa maneira diferente de raciocinar? Como eles podem ajudar o aluno a canalizar essa nova forma de agir e pensar para que absorvam melhor as matérias essenciais no desenvolvimento escolar? Perguntas como essa podem ainda estar sem respostas, mas entender melhor como funciona o raciocínio dos nativos digitais pode ser o primeiro passo para respondê-las. E é esse entendimento que Cosenza vai ajudar a disseminar durante o Fórum de Educação.

Serviço:
- Fórum de Educação
- Quando: 06 de novembro de 2012
- Onde: Universidade Cruzeiro do Sul, Campus Anália Franco
(Av. Regente Feijó, 1295, São Paulo/SP)
- Horário: das 8h às 12h20

Programação
8:00 – 9:00
Credenciamento e Welcome coffee

9:00 – 9:30
Abertura do Fórum: UNICSUL, Grupo A e Blackboard

9:40 – 10:40
Palestra “Influências da tecnologia na educação: como será o ensino no futuro?” com Gordon Freedman

10:50 – 11:40
Mesa-redonda “Tecnologias a favor da educação” com: Marta Maia, Benhur Etelberto Gaio, Carlos Fernando de Araújo Jr. e Alice Carraturi (mediadora)

11:50 – 12:20
Palestra “As neurociências e a Educação no Século XXI” com Ramon Cosenza

12:30 – 13:30
Agradecimentos/ Encerramento

Fonte:Denise Aielo