Educação

Home/ Notícias Online/ Educação/ Brasil Braços Abertos registra...

Brasil Braços Abertos registra primeiros formandos

Publicada em : 01/08/2017

Curso de ensino à distância é gratuito e ofertado para quem atua no turismo ou quer trabalhar na área, independente do perfil de ocupação


Criado pelo Ministério do Turismo para qualificar os profissionais que atuam na linha de frente do turismo, bem como os interessados em trabalhar no setor, o Brasil Braços Abertos (BBA) começa a conhecer seus primeiros formandos. Caso do recepcionista José Wagner Teixeira, 22 anos, que afirma que a conclusão do curso proporcionou um conhecimento mais amplo sobre como receber bem o turista.

Morador de Maceió (AL), José percebeu que a plataforma foi uma maneira de aperfeiçoar, de forma gratuita, o atendimento realizado por ele diariamente a turistas de diferentes partes do Brasil e do mundo. “Escolhi trabalhar no turismo, pois gosto de me comunicar e aprender a cultura dos locais de onde os turistas vêm. Com os conhecimentos que obtive no curso, aprendi sobre as necessidades dos visitantes e como devo agir para atendê-los de forma mais prestativa e educada”, comenta.

O Brasil Braços Abertos faz parte da política de qualificação da Pasta prevista no Brasil + Turismo, pacote de ações do MTur para fortalecer a atividade no país. Com uma carga horária de 80 horas/aulas, a plataforma de ensino online, do Ministério do Turismo, permite que o interessado tenha acesso a temas como atendimento ao turista, planejamento, marketing, prevenção de riscos, segurança, sustentabilidade e ética.

As inscrições poderão ser feitas até 30 de setembro e o prazo para conclusão dos estudos é 30 de dezembro. O BBA vale como curso de extensão e fornece aos alunos um certificado emitido pelo Ministério do Turismo, em parceria com o Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ). Desde seu lançamento, em abril, o curso já recebeu mais de 13 mil inscrições. Para quem se inscreveu, o prazo para o término dos estudos é 30 de dezembro.

Assim que for efetivada a matrícula, o estudante já pode iniciar as aulas por qualquer dispositivo com acesso à internet, como computadores, tablets e smartphones. Os módulos são dinâmicos e contam com videoaulas e jogos. Para se inscrever é só acessar a  plataforma do BBA.

“É importante que as pessoas inscritas concluam o quanto antes seus estudos, uma vez que o conhecimento está mais fresco na memória e a pessoa pode já colocar o quanto antes em prática os ensinamentos aprendidos nos módulos”, orientou a secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra.

CARREIRA  - O BBA também é uma opção para quem deseja impulsionar ou iniciar sua carreira no turismo. É o caso de Leon Oliveira, 23 anos e morador do Rio de Janeiro, que está em busca de um emprego e viu, no turismo, um ramo para trabalhar e, quem sabe, empreender. “Ouvi no rádio o anúncio do curso e achei uma ótima oportunidade para me qualificar em uma área que quero trabalhar”, explica.

Para o jovem, o que mais tem chamado atenção nas aulas é a diversidade de conteúdo. “O curso ajuda a aprimorar a maneira como tratamos os turistas, explica técnicas de vendas e negócios e, de quebra, ensina um pouco de inglês. Como quero ser empreendedor, gostei dos módulos que tratam da logística e comercialização de produtos”, ressalta.

Quem já trabalha com turismo também elogia a iniciativa. Funcionário da Prefeitura Municipal de Indaial (SC), a turismóloga Tatiane Mota, 29 anos, concluiu o curso dois meses após a inscrição. Para ela, a credibilidade do Ministério do Turismo foi fundamental para despertar o interesse na iniciativa.  “O turismo traz renda para municípios e contribui para a qualidade de vida dos moradores. Precisamos profissionalizar o setor para que o turista consiga ter uma experiência positiva em nosso país e a participação do ministério é fundamental para esse processo”, esclarece a turismóloga.

Gestores municipais também podem acessar a plataforma pela página brasilbracosabertos.turismo.gov.br/municipio e apoiar a iniciativa ao firmar o Termo de Compromisso. Dessa forma, eles se comprometem com medidas de incentivo e disponibilização de estrutura necessária para que alunos sem acesso à internet possam ser beneficiados com o curso.

Fonte:Ministério do Turismo