Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Fear of Nostalgia

Fear of Nostalgia

Publicada em : 31/10/2014

Obras do fotógrafo americano John Rusnak questionam a relutância em olhar o passado para construir um novo futuro

Divulgação
Divulgação
Quando o fotógrafo norte-americano John Rusnak aterrissou em Havana levava em mente um projeto para captar foto-abstrações artísticas que passaria também pela Argélia, Costa do Marfim, Los Angeles, Bósnia e Nova Jersey. De posse de uma Polaroid55 com filmes em preto e branco, o artista foi imerso num universo mais denso e rico do que podia imaginar. O projeto foi abraçado pelos cubanos e ganhou sua forma final antes mesmo de seguir para sua segunda locação.

A jornada em Havana originou uma série de cinco trípticos que compõem a mostra Fear of Nostalgia que também traz textos de José Martí, Ghandi, Eldridge Cleaver, Dr. Ivan A. Schulman e Fidel Castro. Por meio das imagens, o artista critica as repetições do colonialismo, do imperialismo e da segregação e discriminação racial. A mostra, já exibida nos Estados Unidos e em Cuba, agora é trazida ao Instituto Cervantes de São Paulo pela Mega Cultural e pelo Instituto Cenários Futuros e fica aberta ao público de 7 a 30 de novembro.

De acordo com o artista, o título da mostra nasceu por conta da existência de um imbricado processo de aprender com as aventuras passadas. “Nós nos recusamos a admitir muitos dos erros que cometemos que nos permitem crescer, prosperar e progredir. Meu colaborador nessa série, Dr. Ivan Schulman, é um especialista respeitado no modernismo. Ele ajudou a facilitar a minha primeira viagem a Cuba para iniciar este projeto. Comecei a experimentar a ‘Cuba dos cubanos’”, explica. Segundo ele, a revolução de Fidel Castro criou uma sociedade onde há maior igualdade racial do que em qualquer outro lugar. “Ele até deu asilo a membros do partido dos Panteras Negras, quando foram procurados pelas autoridades dos EUA. Parece que Castro aprendeu as lições com os erros das pessoas no passado, não só aquelas feitas por cubanos, mas também por americanos e europeus ocidentais - no final, por pessoas”, completa.

Sobre o artista
John Michael Rusnak ganhou destaque aos oito anos de idade quando ganhou prêmio num concurso do colégio com uma pintura de um palhaço de carnaval. Filho de pai e mãe artistas, suas pinturas foram genuinamente apreciadas e desde então sempre estiveram presentes em sua carreira. Já na adolescência tornou-se modelo, foi fotografado por artistas de renome mundial e dos mais influentes de todos os tempos como Helmut Newton, Guy Bourdin e Chris Von Waganheim. Nos intervalos das sessões de fotografia, costumava pegar “emprestadas” as câmeras e virava aluno de fotografia de artistas como Beth Bischoff.  Aliando a linguagem da fotografia às suas pinturas, Rusnak começou a ser levado a serio enquanto artista e retornou à Paris em 2000. No ano seguinte aconteceu sua primeira exposição, batizada de “Arlequins de Nuit”, composta de pinturas de palhaços muito assustadores. O sucesso da mostra o levou de volta à Nova York sob os cuidados de Arne Glimcher, proprietário das galerias Pace, que tornou-se seu verdadeiro mentor. Na sequência, reinterpretou por meio da fotografia as esculturas de John Chamberlain para FLAUNT, criando paisagens vastas, esculturais e abstratas. Ele foi então escolhido, com a aprovação explícita de Miuccia Prada, para fotografar “Waist Down: SKIRTS BY MIUCCIA PRADA” para FLAUNT, em seguida expostas na Pace.

Em 2006 Rusnak iniciou o processo de integração de sua arte com sua fotografia. Ele criou murais pintados à mão e outras peças de arte especificamente para usar como pano de fundo para o seu trabalho comercial e editorial. Em seguida, ele acrescentou os elementos da fotomontagem para este processo artístico em uma série de retratos poderosos que levaram à sua primeira exposição fotográfica “CLIMATE25” em 2008.

A primeira recepção de abertura para nova exposição fotográfica de John Michael Rusnak, "Fear of Nostalgia", foi realizada na noite do dia 27 janeiro de 2013, com grande aclamação da crítica, na Fototeca de Cuba, em Havana, Cuba, como parte da Terceira Internacional Conferência Para Equilíbrio do Mundo patrocinado pela UNESCO, como parte das comemorações do 160 aniversário de José Martí.

Sua fotografia de moda tem aparecido nas páginas de renomadas publicações como Harper Bazaar, FLAUNT, Noi.Se Magazine, Luxe-Immo, bem como em campanhas publicitárias para Prada, Moet et Chandon, Cartier, Fendi, dentre outras.


Fear Of Nostalgia
Local: Instituto Cervantes
Endereço: Avenida Paulista, 2439 - 1º Andar - Cerqueira César, São Paulo - SP, 01311-300
Telefone: (11) 3897-9600
Abertura ao público: 7 de novembro
Encerramento: 30 de novembro
Divulgação

Fonte:PRIORIZA COMUNICAÇÃO