Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Música no Aeroporto

Música no Aeroporto

Publicada em : 03/06/2014

Artistas conceituados executam diferentes estilos musicais, do choro à música clássica, para o público do aeroporto de São Paulo

Divulgação
O projeto Música no Aeroporto, com realização da Lei Federal de Incentivo à Cultura e da MPCult (Malagodi Projetos Culturais), com patrocínio da NET, co-patrocínio da UP Essencia, é uma iniciativa cultural voltada para música instrumental, dando oportunidade ao público de assistir e desfrutar diariamente de duas apresentações musicais gratuitas, no aeroporto de Congonhas (São Paulo) de 6 (sexta-feira) a 25 de junho (quarta-feira), em dois horários, das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h. O palco estará localizado na praça coberta sobre a praça de alimentação do aeroporto.

Música no Aeroporto reúne conceituados artistas da cena instrumental brasileira a fim de divulgar e difundir diferentes estilos como o choro tradicional e contemporâneo, música instrumental brasileira ou jazz brasileiro, jazz tradicional ou contemporâneo, música erudita, tango, jazz latino, pop, e em muitas oportunidades, uma fusão entre todos os estilos, visando construir uma representação do universo musical e abrir portas da sonoridade brasileira para o mundo.

Durante os 20 dias, serão 40 apresentações com aproximadamente 60 artistas que se destacam por suas atuações em solos nacionais e internacionais, dentre os músicos que participam da série estão: Sidney Borgani, Fernando Correa, Vinicius Barros, Leo Mitrulis, Nilton Leonarde, Giba Estebez, Proveta, Airton Fernandes, Luchin Montoya, Austin Roberts, Willie Anderson. Além disso, Música no Aeroporto conta com convidados especiais: Hector Costita, saxofonista considerado um ícone do Jazz Latino como compositor, arranjador e instrumentista; Walmir Gil, instrumentista, arranjador, compositor e ensaísta, conhecido como um dos mais notáveis trompetistas brasileiros; e Mancine Quartet, referência do Jazz Moderno com sonoridades da Música Brasileira e Latino-americana.

Entre os destaques da programação do Música no Aeroporto, o repertório inclui o Choro tradicional, estilo marcado pela presença do violão de sete cordas, responsável pelas melodias soadas nas notas graves do instrumento (popularmente chamada de “baixaria” nos regionais de choro). O projeto conta com a participação de dois violonistas expoentes desta arte, Luisinho Sete Cordas e Zé Barbeiro. O mesmo ocorrendo com o Choro Contemporâneo, uma prática que permite a fusão entre a linguagem do choro tradicional e práticas musicais mais modernas, assimilando elementos de outros estilos como o jazz e a bossa nova. Desenvolvem este estilo o compositor e instrumentista Da Do, Ricardo Valverde, Walter Pinheiro, Vinicius Barros, entre outros.

O grupo Saxomania, com formação nos quatro naipes da família dos saxofones, possibilita ao público, além de conhecer os diferentes tamanhos de instrumentos e seus distintos sons, escutarem a harmonia desta formação mesclada com o repertório brasileiro e internacional.  Na mesma linha, a Gafieira do Pinheiro, uma pequena Big Band, mostrará ao público, um repertório mais brasileiro sendo executado por esta orquestra.

A Música Clássica também marca presença na programação com a participação do Quarteto Estilo, que dará a oportunidade ao público conhecer e desfrutar do estilo musical tocada por um grupo de câmara.

Os instrumentistas André Busic e Luchin Montoya, que se dedicam ao Jazz tradicional e ao Blues, são fundadores do importante grupo de jazz paulistano Traditional Jazz Band como seus integrantes atuais Austin Roberts e Willie Anderson, os músicos mostram de forma clara e cativante um pouco da história musical de New Orleans e suas vertentes.

O Blues tradicional e contemporâneo também é reverenciado na apresentação do pianista e compositor Adriano Grineberg.


Programação Gratuita - Música no Aeroporto
De 6 a 25 de junho, com duas apresentações diárias
(nos jogos do Brasil durante a Copa, a segunda apresentação será às 19h)

Dia 6 de junho (sexta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Adriano Grineberg Quartet (Blues)
Adriano Grineberg, considerado uma das maiores autoridades do Blues nacional, junto a seu quarteto (piano, guitarra, bateria e contrabaixo), desenvolve repertório que marca o melhor do Blues com sotaque brasileiro.

Dia 7 de junho (sábado), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Giba Estebez Trio convida Hector Costita (Jazz, Blues e Música Instrumental Brasileira)
Com fortes influências da sonoridade jazzística tradicional, o trio liderado pelo pianista Giba Estebez junto ao saxofonista argentino Hector Costita, expressa sua musicalidade por meio de um repertório que mostra um refinado jazz moderno, influenciados por elementos da música brasileira e latina

Dia 8 de junho (domingo), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Fernando Correa & Sidney Borgani Ensamble (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
Liderado por dois dos mais expressivos instrumentistas do Brasil, o grupo se caracteriza por um repertório que sofre forte influência do jazz, e também incorpora elementos da MPB, o que possibilita a realização de performances que projetam uma singular e expressiva Música Instrumental.

Dia 9 de junho (segunda-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
CWM 4 (Música Instrumental Brasileira)
Liderado pelo notório trompetista Walmir Gil, o grupo explora a forma de tocar seus instrumentos (trompete e flugelhorn, piano, contrabaixo e bateria) mesclando diferentes sonoridades, produzindo por meio desta fusão, uma fina e inédita Música Instrumental Brasileira.

Dia 10 de junho (terça-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Lael Medina e Grupo (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
Liderado pelo baterista Lael Medina, o grupo desenvolve um repertório baseado no jazz tradicional mesclado ao swing brasileiro, promovendo por meio de suas performances, o melhor da Música Instrumental Brasileira.

Dia 11 de junho (quarta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Notas Reais (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
Compostos por quatro instrumentistas de destaque no cenário musical brasileiro, Nilton Leonarde (contrabaixo), Jarbas Barbosa (guitarra) e Max Sallum (bateria) e Walmir Gil (trompete), o quarteto Notas Reais realiza um repertório marcado pela fusão de diferentes ritmos, melodias e harmonias da musica brasileira com influências do jazz, o que sintetiza e projeta numa mesma obra musical boa parte do universo da música instrumental brasileira.

Dia 12 de junho (quinta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 19h às 20h
Joseval Paes & Grupo - (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
O repertório do grupo que é liderado pelo guitarrista Joseval Paes, sofre forte influência do jazz e também incorpora elementos da MPB, o que possibilita a realização de performances que projetam uma singular, divertida e expressiva Música Instrumental.

Dia 13 de junho (sexta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Saxomania (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
Repertório variado arranjado especialmente para esta formação instrumental, baseados em temas clássicos do Jazz e da Música Instrumental Brasileira, passando pelas boas baladas tradicionais conhecidas. O grupo conta com seu líder João Cuca, Walter Pinheiro, Sergio Lyra entre outros artistas importantes no cenário nacional.

Dia 14 de junho (sábado), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Leo Mitrulis & Cia (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
O repertório traduz uma Música Instrumental Brasileira contemporânea marcada por diferentes ritmos da música mundial e brasileira e pelo excelente improviso do Jazz.

Dia 15 de junho (domingo), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Mancine Quartet (Jazz Moderno e Brasileiro)
Formado por Lito Robledo (contrabaixo), Evaldo Soares (piano/teclado), Jorge Saavedra (bateria) e Hector Costita (saxofone), o grupo é referência do Jazz paulistano e nacional. O quarteto se destaca por suas atuações na noite paulistana realizando o melhor do Jazz Moderno, sem deixar de lado os elementos marcantes da Música Brasileira e Latino-americana.

Dia 16 de junho (segunda-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Milton Felix e Clóvis Correa (Música Instrumental Brasileira)
O grupo explora as possibilidades da canção brasileira em arranjos instrumentais, firmando sua identidade músico-instrumental na riqueza dos elementos da música brasileira.

Dia 17 de junho (terça-feira), das 12h30 às 13h30 e das 19h às 20h
GP Quarteto (Crossover)
O quarteto que tem como líder e idealizador o violonista Pietro Carlo, realiza um repertório baseado na obra de Claude Bolling, no qual se fundem elementos da Música Clássica com o Jazz e Blues, caracterizando um repertório que transita entre estes três estilos.

Dia 18 de junho (quarta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Vinicius Barros e Gabriela Machado (Choro Tradicional e Contemporâneo)
Com uma formação instrumental clássica do estilo (flauta, percussão, violão de sete cordas e cavaquinho), o grupo se destaca por suas capacidades em tocar tanto o choro tradicional como a contemporânea.

Dia 19 de junho (quinta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Gabi Quarteto - (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
O repertório do grupo que é liderado pela guitarrista Gabriela Gonzales, sofre forte influência do jazz, e também incorpora elementos da MPB, o que possibilita a realização de performances que projetam uma singular e expressiva Música Instrumental.

Dia 20 de junho (sexta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Gafieira do Pinheiro (Música Instrumental Brasileira: Big Band)
O repertório é marcado pela fusão de diferentes ritmos, melodias e harmonias da musica brasileira, o que sintetiza e projeta numa mesma obra musical para Big Band, boa parte desse universo. Marca também este trabalho o arrojo técnico-artístico e a forma refinada com que é desenvolvido. Isso possibilita performances instrumentais de alta qualidade e de bom gosto. Importantes artistas participam da banda como o violonista Zé Barbeiro, o saxofonista Walter Pinheiro, o contrabaixista Robertinho de Carvalho e o baterista Giba Favery.

Dia 21 de junho (sábado), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Som na Brasa (Choro Contemporâneo e Música Instrumental Brasileira)
Música Instrumental Brasileira com elementos do Jazz, do Choro e suas variantes, frevo, valsa (polca brasileira, maxixe, schottisch, xote), tango brasileiro, baião, samba, bolero, maracatu.

Dia 22 de junho (domingo), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Chorus 7+ (Jazz, Choro Contemporâneo e Música Instrumental Brasileira)
Tendo como referencia musical o Choro, o septeto adiciona elementos do Jazz as suas interpretações resultando em uma leitura contemporânea do estilo.

Dia 23 de junho (segunda-feira), das 12h30 às 13h30 e das 19h às 20h
Carlos Alberto Alcântara e Luchin Montoya (Jazz Tradicional e Contemporâneo)
Com forte influência do Jazz moderno, o grupo realiza sua música sem perder as referências de elementos da Música Brasileira e Latina. 

Dia 24 de junho (terça-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Riviera Jazz Band convida Austin Roberts &Willie Anderson (Jazz Tradicional)
Com fortes influências da sonoridade jazzística tradicional, o Riviera Jazz Band que é formado por Luchin Montoya (teclado), Lael Medina (bateria) e Airton Fernandes (contrabaixo) e seus convidados Austin Roberts (trompete) e Willie Anderson (trombone), expressam sua musicalidade por meio de um repertório que mostra um refinado traditional jazz.

Dia 25 de junho (quarta-feira), das 12h30 às 13h30 e das 18h às 19h
Dabus Brother (Jazz e Música Instrumental Brasileira)
O quinteto liderado pelos irmãos André (bateria) e Álvaro Dabus (flugelhorn) traz para o palco todas as suas influências da música instrumental que vai do jazz a bossa nova e do latin music ao beebop, por meio de performances marcadas pelo bom gosto e sensibilidade musical.

Fonte:MARRA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO