Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Discovery Apresenta “Francisco...

Discovery Apresenta “Francisco: O Papa Das Américas”

Publicada em : 19/07/2013

Um dia antes da chegada do novo Papa ao Brasil canal exibe especial


No domingo, 21 de julho, às 22h30, o Discovery exibe sua produção original “Francisco: O Papa  Das Américas” . Com uma hora de duração, o programa explora a figura do papa Francisco (Jorge Mario Bergoglio, ex-arcebispo de Buenos Aires, que foi eleito como sucessor de Bento XVI em 13 de março de 2013) e analisa os inúmeros desafios que a igreja católica enfrenta hoje em dia.

Por meio de imagens de arquivo e entrevistas exclusivas com sacerdotes, familiares e amigos íntimos de Francisco, o documentário traça um perfil do novo pontífice, desde sua austera infância vivida no bairro de Flores, em Buenos Aires, até seu louvável trabalho como arcebispo de Buenos Aires. Além disso, o documentário aborda aspectos da sua formação como membro da Companhia de Jesus e apresenta interessantes depoimentos sobre a reação de Bergoglio diante das acusações de uma possível colaboração com o regime militar durante o período da ditadura, época em que o futuro sucessor de São Pedro foi chefe da Ordem Jesuíta na Argentina.

“Francisco: O Papa  Das Américas” apresenta uma análise dos grandes desafios que o novo pontífice tem pela frente, com uma reflexão muito particular sobre a situação do catolicismo na América Latina, principalmente no que se refere à crescente perda de fiéis para a igreja evangélica.

Nos últimos 30 anos, a porcentagem de fiéis católicos no Brasil, país que concentra a maior população com esta crença religiosa no mundo, diminuiu de 90% para 65%. Hoje em dia, 42 milhões de brasileiros se definem como evangélicos. O gigante sul-americano desbancou os Estados Unidos como a nação com a maior concentração de fiéis pentecostais do planeta, e esta situação se repete, em diferentes escalas, ao longo de todo o continente. Se essa tendência continuar, estima-se que, em 2025, só 50% dos latino-americanos serão católicos.

Parte deste problema se deve à escassez de sacerdotes. Para compensar a falta de párocos ordenados, em muitas comunidades, principalmente nas mais remotas e pobres da região, as celebrações dominicais são realizadas por laicos. Muitos deles são mulheres, ou os chamados diáconos permanentes (categoria de trabalhadores eclesiásticos autorizados a celebrar o batismo e a eucaristia). O documentário entrevista uma catequista de São Paulo que se tornou Ministra da Palavra na sua comunidade e um índio maia, casado e com filhos, que celebra missas nas populações mais remotas de Chiapas, no sul do México. 

O programa também discute outras questões de grande importância para a igreja católica, como o movimento da Renovação Carismática e seu importante papel no resgate de muitos ex-fiéis e o celibato optativo para sacerdotes, considerado por alguns como um importante incentivo para atrair mais jovens para o ministério, embora esta ideia revolucionária tenha sido vista com muita preocupação em Roma.

Algumas das pessoas entrevistadas acreditam que, no futuro, o papa Francisco estará realmente disposto a debater estas questões, estabelecendo uma importante diferença com relação aos seus antecessores. Por outro lado, outros observadores dizem que o novo pontífice será muito conservador no aspecto doutrinário; portanto, não preveem mudanças no que se refere ao celibato sacerdotal.

Fonte:Discovery Brasil