Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Peixonauta

Peixonauta

Publicada em : 22/01/2013

Discovery lança segunda temporada do desenho


Pouca gente sabe, mas a série PEIXONAUTA, nasceu com o nosso herói solucionando sete missões especiais, que o promoveram a Agente Secreto Especial da O.S.T.R.A. (Agência Secreta para Total Recuperação Ambiental). A partir desta ideia, os criadores desenvolveram os episódios que dariam origem à série cuja segunda temporada estreia segunda-feira, 28 de janeiro, às 11h30, no Discovery Kids.

PEIXONAUTA é uma animação nacional que alia entretenimento a conteúdo educativo. A série, coproduzida pela TV PinGuim com o Discovery Kids, estreou no canal em 2009 e, logo, se tornou um sucesso de audiência por abordar temas ligados à ecologia e à sustentabilidade.  As aventuras vividas pelo peixe astronauta e seus inseparáveis amigos, Marina e Zico, falam sobre fauna, reciclagem e até contaminação de água e solo, para que as crianças aprendam brincando.

A segunda temporada, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 11h30 e às 19h30, traz novas missões para Peixonauta, Marina e Zico. Eles recebem dicas de como solucionar os problemas que chegam a eles com a ajuda da POP, uma bola mágica que só revela as pistas que carrega quando os personagens e os espectadores fazem uma sequência de movimentos.

Agora, a série está mais musical e traz canções originalmente compostas pela dupla Paulo Tatit e Sandra Peres, do Palavra Cantada, sobre os personagens e os mistérios a serem desvendados. Além disso, a POP, agora, tem diferentes ritmos e convida os personagens e espectadores a dançarem de forma livre e divertida. Entre os ritmos da POP na segunda temporada, estão samba, tango, flamenco, disco, rock e baião. 

Além dos temas ambientais, a segunda temporada traz episódios que falam sobre socialização das crianças, como o caso em que o Zico é vítima "bullying" na Ilha dos Macacos, ou "O Caso do Novo Melhor Amigo", em que os personagens terão de lidar com sentimentos de inveja e ciúme. Há também episódios que valorizam a colaboração, a expressão individual e a capacidade de dividir e lidar com conflitos.

Fonte:Etienne Jacintho