Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Mulheres Pobres

Mulheres Pobres

Publicada em : 20/11/2012

Espetáculo foi concebido a partir de websérie que circulou no Youtube


Cinco jovens mulheres de origem simples chegam a São Paulo em busca de prosperidade - a manicure-delivery Evelinn, a garçonete Kelen, a desempregada e grávida Stephany, a vendedora de DVD pirata Janainakelly e a empregada doméstica Maráia. Moradoras da Vila Severina, elas têm seu cotidiano retratado com doses generosas de irreverência, sensibilidade e muito humor, no espetáculo teatral Mulheres Pobres. 

A alegria, a esperança e a batalha diária pela sobrevivência são o mote da comédia Mulheres Pobres, que nasceu da websérie de mesmo nome, uma paródia do programa de TV Mulheres Ricas (veiculado na TV Bandeirantes). Com humor e diversão, o espetáculo pretende mostrar o lado oposto da riqueza.

Com um roteiro que privilegia a criatividade, a  improvisação e o talento, as atrizes criaram personagens originais e gravaram vários capítulos que tiveram milhares de acessos no Youtube (http://www.youtube.com/watch?v=U7gFp-lIuBU).

Com direção de Sílen de Castro, a paródia deixou de existir e nasceu uma comédia crítica e mordaz, com texto afiado -  criado pelas próprias atrizes - sobre as agruras, os prazeres, as crises e as aventuras dessas mulheres de classes sociais menos favorecidas.

"Minha ideia é, a partir do material  que as próprias atrizes  criaram, trazer à tona personagens que contem suas simples histórias vivenciadas no cotidiano humilde da periferia das grandes metrópoles, com profundidade e muito humor. Cada uma delas vai mostrar  as dificuldades, conquistas, o mundo real e a vontade de viver e prosperar em uma metrópole que pode ser São Paulo, Rio, Brasília, qualquer grande cidade do mundo”, conta a diretora.

"Eu adorei ser convidada para dirigir este espetáculo. É muito importante retratar  a vida dessas mulheres fortes que  sobrevivem heroicamente em um mundo globalizado e consumista como o nosso. Uma estrutura adversa à realidade que elas enfrentam", diz Sílen de Castro.

"A sutileza do poder de transformação do teatro pega a gente. Me apaixonei pelo talento e criatividade dessas atrizes e resolvi produzir Mulheres Pobres porque é uma sutil e bem humorada crítica a muitos comportamentos que excluem as pessoas que tiveram menos oportunidades de crescer na vida,” comenta a jornalista Roseli Tardelli, que é  responsável pela direção de produção do espetáculo.

Ficha técnica
Direção – Sílen de Castro. Elenco e figurinos - Cecé Fialho, Daphne Bozaski, Fernanda Magnani, Flavia Strongolli e Jana Mundana. Direção de  Produção – Roseli Tardelli. Supervisão de Produção: Maurício Barreira- Produção: Gabriela Heinz  Cenário-Otávio Donasci - Criação Músical- Daphne Bozaski, Fernanda Magnani e Jana Mundana - Direção Musical – Helena Castro; Apresentação Musical: todas as atrizes; Iluminação – Sílen de Castro. 

Para roteiro:
Mulheres Pobres – Estreia dia 27 de novembro, terça-feira, às 21h, no Teatro do Centro da Terra - Rua Piracuama, 19, Sumaré 05017-040, São Paulo, SP, Brasil Tel/Fax: +55 (11) 36751595-teatro@centrodaterra.com. Preço: R$ 15 - R$ 7 meia-entrada. Capacidade do teatro: 80 pessoas. Censura: 14 anos. Duração: 80 minutos.
Temporada: dias 27 e 28 de novembro (terça e quarta-feira às 21 horas).
De 3 a 18 de dezembro (segundas e terças, às 21 horas).

Fonte:Arteplural Comunicação