Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Bourbon Street Fest

Bourbon Street Fest

Publicada em : 01/08/2012

As outras atrações são grandes nomes que representam a diversidade musical da Louisiana


Um dos maiores festivais de música negra americana no Brasil, o Bourbon Street Fest, chega à 10ª edição em grande estilo: 10 dias de shows com 10 atrações, em quatro cidades (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba), de 10 a 19 de agosto de 2012. Além disso, Salvador, Ribeirão Preto (SP) e Buenos Aires receberão também alguns dos artistas que virão ao Brasil.

O evento, promovido por uma das melhores casas de jazz do mundo – o Bourbon Street Music Club, de São Paulo, trará nomes consagrados como a Playing for Change Band (formada por ex-músicos de rua, hoje verdadeiros popstars); Donald Harrison, um dos maiores nomes do sax alto contemporâneo, e a mais famosa e conceituada banda de traditional jazz do mundo, Preservation Hall Jazz Band, comemorando também uma data importantíssima – 50 anos de carreira!

As outras atrações são grandes nomes que representam a diversidade musical da Louisiana e, particularmente de New Orleans: o grupo de trombones Bonerama; o acordeonista Dwayne Dopsie e seus Zydeco Hellraisers; o pianista de blues Henry Butler; o baixista Tony Hall com sua banda The Heroes, o grupo vocal Mahogany Blue e o grupo performático Zulu Connection. Completando a festa, a Orleans Street Band, de São Paulo.

Criado em 2003 para comemorar os dez anos da casa noturna, o festival apresentou, até 2011, 225 shows para um público total estimado em 320 mil pessoas, além de workshops, brunchs com pratos típicos da Louisiana e outras atividades.

O evento será novamente uma celebração à música, à cultura e à culinária da Louisiana, trazendo ao Brasil o alto astral e a descontração que só New Orleans tem. Como sempre, todas as cidades terão shows com entrada franca, em amplos espaços abertos com capacidade para milhares de pessoas.

Em São Paulo, a comemoração trará uma mudança no palco mais emblemático do festival, o Bourbon On The Street, que é montado ao ar livre na rua dos Chanés, em Moema. Dessa vez ele estará no cruzamento em frente ao Bourbon Street, quase como um anexo da casa, cuja arquitetura é inspirada na de New Orleans, proporcionando assim um clima mais típico ao verdadeiro happening em que se transforma a área.

O palco no parque do Ibirapuera continuará sediando a abertura do festival. E o do Bourbon receberá de um a três shows por noite ao longo de sete dias, além de um jazz brunch.

No Rio de Janeiro, os shows serão novamente no Parque Garota de Ipanema e no Miranda (na Lagoa Rodrigo de Freitas). Em Brasília, ocorrerão pela segunda vez no Complexo Cultural da República (Esplanada dos Ministérios).

Haverá ainda um workshop de Donald Harrison para crianças e adolescentes que estudam música no Instituto Baccarelli, em Heliópolis, área carente de São Paulo.

Outra contribuição social do festival é destinar uma área especial nos shows ao ar livre para 300 meninos e adolescentes da periferia, que estudam música ou tocam algum instrumento. Ciente de que muitos deles, que gostariam de assistir aos shows, não têm como fazê-lo, o evento oferece transporte, monitores e lanche a esses jovens.

Para acompanhar a boa música, um menu inspirado na gastronomia cajun e créole, que só existem na Lousiana, foi criado especialmente para o período do festival pelo chef Viko Tangoda. Os pratos levemente condimentados são resultado da combinação das culturas francesa, espanhola, africana e indígena, que formaram o grande caldeirão cultural da Louisiana.

Confira a programação em: www.bourbonstreetfest.com.br

Fonte:Maic Comunicação