Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Minha Mais Que Amiga Árvore

Minha Mais Que Amiga Árvore

Publicada em : 15/02/2012

No final do espetáculo o público ganha um “Papel Semente” com instruções de plantio

A peça conta a história de Berê e Pato, dois colegas de escola, amigos e vizinhos que passam as tardes se divertindo sob a copa de uma linda mangueira. A Árvore, além de enfeitar a rua com sua majestosa beleza, abriga os passarinhos e faz sombra quando está quente. A vizinhança começa a se incomodar com suas raízes, galhos, folhas e cocô de passarinho. Resolve, então, cortá-la. Indignados, Pato, que está aprendendo sobre o reino vegetal na escola, compõe uma bela canção-protesto e Berê faz cartéis e pendura nos galhos. Em vão.

Apenas um milagre é capaz de desfazer o equívoco dos vizinhos e revelar-lhes a importância daquela árvore. A natureza responde de maneira simples e emocionante, interferindo no desfecho da história e transformando os vizinhos de maneira surpreendente.

A encenação
O espetáculo traz duas atrizes, Nataly Nascimento e Raiani Teichmann, interpretando 7 personagens diferentes em trocas muito rápidas de figurino.

“Toda a equipe foi orientada para criar uma atmosfera autêntica para o espetáculo, mas que bebesse na fonte dos gibis, que criasse ambientes diferentes do mundinho daquelas duas crianças”, comenta o diretor Xico Abreu. Seguindo essa orientação o cenário, assinado por Gines Perez, busca simplicidade, aproveitando um tapete de grama, uma árvore cenográfica que serve de coxia/camarim e vários adereços.

A trilha sonora, composta pelo maestro Gustavo Araújo, acompanha a narrativa do começo ao fim da peça, delimita as mudanças de ambiente, da
mangueira para a escola e da escola para a casa das crianças. Gustavo também arranjou as cinco canções inéditas, compostas por Xico Abreu.

Um espetáculo sustentável
Pensando em dar o exemplo ao seu público infantil, a Cia Laço do Abraço escolheu parceiros que criassem toda a arte da peça com materiais ecológicos. O figurino de Lorena Zabaletta (Coca-Cola/FEMSA de Melhor Figurino O Cravo e a Rosa), por exemplo, é totalmente confeccionado com tecido ecológico e os adereços são feitos de sucata.

O cenário foi desenvolvido com madeira de reflorestamento. Mas a sustentabilidade começa ainda antes da peça, pois todo o material gráfico foi feito em papel reciclado com impressão ecológica.

No final do espetáculo o público ganha um “Papel Semente” com instruções de plantio.

Do papel que se planta, podem brotar lindas flores, deliciosas verduras ou poderosas ervas medicinais.

Além de se divertir, a criança coloca em prática o que acabou de aprender no espetáculo.

A Revista IN irá sortear ingressos para a peça, visite nossas redes sociais e participe!

Teatro Zanoni Ferrite
Av. Renata, 163 - Vila Formosa
F: 2216-1520
Até 4 de março
Todos os sábados e domingos, às 16h
Ingresso: R$ 10 (inteira) / R$ 5 (meia)


Fonte:Cia. Laço de Abraço