Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Encontros de Dança no Tuca

Encontros de Dança no Tuca

Publicada em : 03/10/2011

Apresentações e lançamento de livro marcam este encontro

Sem notícias de ti, mon cher
Duas figuras aparentemente idênticas executam um pequeno ritual bailado. Raiva, amor, vergonha e perfume se misturam em estranha cumplicidade. Intimidade que vai até certo ponto, mon cher. Que bom que você veio, temos contas a acertar com esta dança.

Ficha Técnica
Duração: 30 minutos.
Performance: Calu Zabel e Maíra Silvestre
Figurino: André Carriel
Foto: Guilherme Tosetto, Gabriel Gutierrez
Colaboração artística: Ronie Rodrigues, André Carriel, Cristina Maluli, Regiane Teixeira e Renata Laurentino.

Médelei (eu sou brasileiro (etc) e não existo nunca)
O titulo médelei refere-se à palavra da língua inglesa “medley” - que é normalmente usada para definir uma seleção continua de coisas diversas dentro de um sistema. Esta palavra serviu de base e referência para esta criação, permitindo investigar um entendimento de movimento - uma discussão com o nosso corpo, noções, referências e repertórios. O ponto de partida foi a campanha publicitária do governo brasileiro em 2004 (“eu sou brasileiro e não desisto nunca”, desenvolvida pela agência de publicidade Lew, Lara), que tinha como propósito resgatar a auto-estima do brasileiro. Durante o processo, questionamos algumas idéias implícitas nesta campanha - nacionalismo, a idéia de típico, de universal e os clichês agregados.

Como grade teórica usamos o livro do Neurocientista Português Antonio Damásio (Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos). Ele nos serviu de “pano de fundo” - como uma possibilidade de tratar essas questões comdistanciamento, e, de tocar no grande totem que é: dança-emoção-sentimento-espetáculo-performer.

Esta criação propõe o desafio de discutir no corpo e no ambiente da dança contemporânea esses grandes tabus,acessando-os na tentativa de colocá-los em questão, de penetrá-los para borrar e/ou alterar nossas certezas. É um convite para se pensar a respeito, com humor e dedicação.

Espetáculo contemplado pelo Prêmio Estímulo de Dança – 2005 da Secretaria de Estado da Cultura - Governo do
Estado de São Paulo e pelo Prêmio FUNARTE PETROBRAS de Fomento a Dança - Lei de Incentivo a Cultura - Governo
Federal. MÉDELEI esteve em turnê em Maio de 2007, através do Prêmio CARAVANA FUNARTE PETROBRAS DE CIRCULAÇÃO NACIONAL.

Ficha Técnica
Duração: 60 minutos
Classificação: LIVRE
Concepção e direção: Cristian Duarte
Criação e performance: Cristian Duarte, Sheila Arêas,
Tarina Quelho, Eros Valério
Iluminação: André Boll
Edição da trilha: Cristian Duarte
Música ao vivo: Tarina Quelho
Figurino: o grupo
Fotografia/espetáculo: Gil Grossi, Rogério Ortiz
Consultoria teórica: Fabiana Dultra Britto
Agradecimentos: Balé da Cidade de São Paulo, Estúdio Odisséia e Estúdio Nova Dança

Lançamento do livro e palestra
"CorpoArtista - estratégias de politização", de Fernanda Raquel

O percurso seguido na escrita desta obra nasceu de inquietações que me levaram a autora a refletir sobre a politização do corpo a partir de duas experiências artísticas – o grupo japonês Gekidan Kaitaisha e o trabalho do brasileiro Cristian Duarte e seus coletivos temporários. As questões que contaminam essas experiências possibilitaram repensar possíveis interações entre corpo e ambiente, assim como problematizar princípios identitários, a partir de estratégias que deslocam o que é apresentado como estável e fechado para um campo de instabilidades e permeabilidade, característico dos fenômenos corporais. De caráter teórico-prático, o livro inclui registros pessoais, fotos e relatos dos artistas, coletados em entrevistas.

Corpo Artista – estratégias de politização, apresenta de maneira inseparável teoria e prática, arte e política. As experiências artísticas pesquisadas fazem emergir fissuras nas concepções estáveis de corpo e cultura. Os processos criativos e os modos de produção organizados pelos trabalhos de Gekidan Kaitaisha e Cristian Duarte são analisados à luz de um quadro de referência teórica que admite o cruzamento de diferentes domínios do conhecimento: comunicação, estudos culturais, filosofia e arte. Corpo e ambiente são interrelacionados e atuam para desestabilizar carimbos identitários. À medida em que se explicitam as singularidades ativa-se o corpo como potência política emancipatória.

Terça-feira, 04 de Outubro de 2011
Local: Tucarena – Teatro da PUC-SP - Rua Monte Alegre, 1024 - Perdizes – São Paulo – SP
Horários
19h30 - "Sem notícias de ti, mon cher", com Maíra Silvestre e Calu Zabel (São Paulo)
20h - "Médelei", com Cristian Duarte, Eros Valério, Sheila Arêas e Tarina Quelho (São Paulo)
21h - Lançamento do livro "Corpo Artista - estratégias de politização", de Fernanda Raquel (São Paulo)

Duração: 60 min
Entrada Gratuita (retirar ingresso com 1 hora de antecedência)
Capacidade: 30 lugares
Indicação de Faixa Etária: Livre
Acesso para pessoas com deficiência

Fonte:Tuca Comunicação