Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ A história do dinheiro

A história do dinheiro

Publicada em : 18/08/2011

Mostra conta com recursos multimídia que levam os visitantes a uma viagem interativa pela evolução das moedas

A mostra traz 460 itens entre moedas e cédulas da coleção particular Spinola – Nomus Brasiliana que possibilitam aos visitantes conhecer um pouco do mundo da antropologia, da arqueologia, da matemática financeira e dos seres mitológicos.

Os visitantes poderão conhecer as primeiras experiências do uso da moeda na Ásia Menor e sua difusão por todos os cantos do planeta. A mostra está dividida em nove módulos em formato de totens que garantem uma visão completa das moedas frente e verso. A exposição conta com recurso multimídia para que os visitantes tenham acesso aos detalhes essenciais das peças, com imagens ampliadas e fichário que mostra as características de cada moeda para maior compreensão dos fatos.

Na exposição, sob a curadoria de Claudio Marcos Angelini, ex-presidente da Sociedade Numismática Brasileira, será possível observar verdadeiras obras de arte produzidas em minúsculos discos de metais, como os exemplares raríssimos de Stateres, shekels, dracmas, denários, libras, táleres, COBs e reales. Estará disponível para visualização um Croesus, moeda de prata da Lídia com mais de 2.500 anos (561/546 aC). Outra importante moeda também exposta é Grosso de prata do Papa Alexandre VI (1492/1503), do período do Tratado de Tordesilhas.

Na abertura da exposição, em 28/4, o jornalista e escritor Noenio Spinola lançou o livro “Dinheiro, Deuses & Poder” (2010). A publicação foi idealizada para facilitar o estudo multidisciplinar dos meios de pagamento, facilitando o acesso destas informações a antropólogos, historiadores, matemáticos financeiros, numismatas e estudiosos da semiótica. Entre outros fatos, o livro mostra como a depreciação das moedas coincide com a queda de impérios, a exemplo do Império Romano.

A História Política do Dinheiro na BM&FBOVESPA
Espaço Cultural BM&FBOVESPA - Praça Antonio Prado, 48, Centro de São Paulo (próximo à estação São Bento do Metrô)
Visitação: até 26/08/2011. De segunda a sexta-feira, das 10h às 17h
Telefone: (11) 2565-6826
E-mail: visite@bvmf.com.br
Entrada franca
Sala de exposições com ar-condicionado e acesso para deficientes físicos

Fonte:BM&FBOVESPA S.A