Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Cartas de amor para Stálin

Cartas de amor para Stálin

Publicada em : 12/08/2011

Bete Coelho e Ricardo Bittencourt estreiam o espetáculo no SESC Santana

Um dos principais escritores e dramaturgos soviéticos da década de 30 vive recluso em casa com sua esposa. Ele não se conforma em ver sua obra desaparecendo da vida pública por conta da censura imposta pelo regime. O escritor recebe uma ligação telefônica. Do outro lado da linha está o próprio Stálin, seu admirador confesso. Então, poderia ser algo promissor. Porém, pouco depois, a ligação cai. Qual o motivo daquele contato?

É a partir desse impasse que se desenvolve o espetáculo “Cartas de Amor para Stálin”, texto inédito no Brasil do dramaturgo espanhol Juan Mayorga, que estreia dia 13 de agosto (sábado), às 21h, no teatro do SESC Santana. No elenco, Bete Coelho e Ricardo Bittencourt, criadores da companhia BR 116, que convidaram para a direção o encenador baiano, Paulo Dourado. A tradução e adaptação da peça são assinadas pelo jornalista e escritor Manuel da Costa Pinto.

Sinopse
O escritor russo Mikhail Bulgákov recebe uma sus obras iban siendo arrinconadas ante la marea de la asepsia críticaligação do então líder soviético Josef Stálin, em que o ditador revela admiração e disposição de resolver a situação de censura e ostracismo a que ele estava submetido. Porém, antes de um desfecho, a ligação cai. A partir daí Bulgákov tenta estabelecer contato com Stálin por meio de cartas, escritas incansavelmente, mas sem obter nenhuma resposta do ditador. Com essa obsessão, o escritor passa por um processo de paranoia, misturando realidade e alucinação.

Serviço
Temporada: de 13 de agosto a 18 de setembro. Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 18h.
SESC Santana
Endereço: Avenida Luiz Dumont Villares, 579, Santana
Telefone: 11 2971-8700
Duração: 70 minutos
Classificação: 14 anos
Capacidade: 337 lugares
Ingressos: Ingressos: R$20,00 (inteira); R$10,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).  

Fonte:Sylvio Novelli - Assessoria em Comunicação