Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Utopia da Memória

Utopia da Memória

Publicada em : 29/03/2019

Estudo de Cena estreia espetáculo sobre a história do Brasil

Fernando Solidade
De 29 de março a 27 de abril de 2019, a Companhia Estudo de Cena realiza temporada de seu mais novo trabalho chamado Utopia da Memória na Oficina Cultural Oswald de Andrade, que fica na Rua Três Rios, 363 no Bom Retiro.  Através de uma experiência teatral, o grupo convida o público para uma imersão na memória social do Brasil, transitando entre passado, presente e futuro.

Com o apoio do 32 Edital de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo, as apresentações de Utopia da Memória tem entrada gratuita e acontecem nos dias 29 e 30 de março, 04, 05, 06, 18, 19*, 20, 25, 26 e 27 de abril de 2019, quintas e sextas-feiras às 20h00, sábados às 18h00. No feriado de 19 de abril (sexta-feira), a apresentação será realizada às 18h00.
O formato atual de Utopia da Memória é uma experiência cênica onde público e elenco ocupam o mesmo espaço. A peça narra histórias de pessoas e lugares por onde o grupo esteve durante a pesquisa, usando recursos ficcionais e documentais. Em uma cabine é possível enviar recados para o futuro, que serão guardados em uma cápsula do tempo e enterrados posteriormente em espaços da memória cultural da cidade de São Paulo e do Brasil. Ao final o cenário se transforma em uma exposição de fotos e a narrativa segue a partir do olhar das pessoas presentes.

Utopia da Memória surgiu a partir de um processo de pesquisa e criação que durou cinco anos. Neste período, o grupo trabalhou em territórios brasileiros em parceria com pessoas organizadas pela defesa integral dos direitos humanos; como coletivos de cultura, núcleos universitários, organizações comunitárias e movimentos sociais.

Em parceria com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) o grupo atuou em Eldorado dos Carajás (sul do Pará) local que é um marco da luta mundial pela terra, em diversos assentamentos e ocupações pelo Brasil. Junto ao Movimento Pela Soberania Popular na Mineração (MAM) a atuação ocorreu em cidades mineiras e paulistas que tem sua população atingida pelo avanço da mineração.  Com o apoio do Prêmio Myriam Muniz a Estudo de Cena percorreu a região de Canudos, sertão da Bahia, onde realizou intercâmbio de ações conjuntas e estudos com movimentos que reivindicam a memória popular do Arraial de Belo Monte (Canudos). Em 2018, com o apoio do Edital Proac, o grupo esteve em cidades do Estado de São Paulo em parceria com organizações de luta pelos direitos humanos e contra a violência de estado.

Neste percurso de pesquisa foram realizadas peças de teatro, intervenções de rua, experimentos cênicos e seguidas atividades artístico-pedagógicas. Utopia da Memória é fruto do acúmulo desta caminhada de muitos encontros, trocas e reflexões críticas sobre a história do Brasil.   

Em março de 2018 o MASP - Museu de Arte de São Paulo, convidou a Estudo de Cena para apresentar publicamente o processo da nova pesquisa. Foi a primeira abertura pública do trabalho, ainda em uma versão teste. Em setembro de 2018 a pesquisa foi contemplada pela Lei de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo.
As primeiras apresentações da versão atual do trabalho foram realizadas de 16 a 24 de fevereiro no Engenho Teatral, na zona leste de São Paulo. Agora o grupo segue com a estreia da temporada na Oficina Cultural Oswald de Andrade e convida o público para conhecer o resultado de toda essa jornada pelo território brasileiro.

Para mais informações, acesse: www.facebook.com/CompanhiaEstudodeCena

Utopia da Memória
Utopia da Memória poderia ser um caderno de anotações, fragmentos de memória de quem pisa a terra e não representa apenas uma pessoa. Em nossa caminhada encontramos muita gente! Muitos ocupam terra, outras disputam ideias e imaginários....tem gente que constrói a soberania popular na mineração...tem gente, muita gente em becos e vielas, em beiras de estrada, muita gente que luta contra a invasão de nossos direitos. Em comunhão preparamos o terreno, acendemos fogueiras e refletores para celebrar a vida e morte da memória de luta do passado que virá.
Temporada: 29 e 30 de março, 04, 05, 06, 18, 19*, 20, 25, 26 e 27 de abril de 2019
Horários: Quintas e Sextas-feiras às 20h00 / Sábados às 18h00.
*Dia 19 de abril (feriado), a apresentação acontece às 18hs
Onde: Oficina Cultural Oswald de Andrade - Sala 03 - Endereço: Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro (próximo ao metrô Tiradentes) - Telefone (11) 3222-2662
Fernando Solidade
Fernando Solidade

Fonte:Luciana Gandelini