Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Somos todos tão jovens

Somos todos tão jovens

Publicada em : 22/05/2018

Montagem retrata o cotidiano de seis jovens na capital paulista

Divulgação
estreia dia 1º de junho, sexta-feira, às 21 horas, no Teatro Nair Bello, apresenta o universo de dúvidas, angústias, medos, alegrias, irresponsabilidade, acertos e erros de seis jovens amigos na cidade de São Paulo. Com texto de Vinícius de Oliveira e direção de Ricardo Grasson, espetáculo traz no elenco os atores Ghilherme Lobo (do filme Hoje Eu Quero Voltar Sozinho), Júlio Oliveira, Gabriel Moura, Bruno Damásio, Fernando Burack e Luis Fernando Delalibera acompanhados pelos músicos Gabriel DeLucca, Kelly Martins, Léo Rosso e Rozera Nunes.

Preconceitos, sonhos, drogas, relacionamentos e sexualidade, com temas que se desdobram em gravidez indesejada, a primeira vez, sonhos frustrados e homossexualidade, SOMOS TODOS TÃO JOVENS traz à cena assuntos recorrentes, mas sempre presentes na passagem para a vida adulta de todos os jovens.

Em cenários lúdicos de uma grande cidade, como um bar, um apartamento, um terraço de um prédio ou um parque, SOMOS TODOS TÃO JOVENS conta as histórias que se entrelaçam de Plínio (Luis Fernando Delalibera), Gui (Ghilherme Lobo), Théo (Júlio Oliveira), Daniel (Fernando Burack), Beto (Bruno Damásio) e Renato (Gabriel Moura).

Para o autor Vinícius de Oliveira, que tem seu primeiro texto encenado, os temas tratados em SOMOS TODOS TÃO JOVENS foram pensados e planejados. “São assuntos que estavam martelando já faz um tempo e que trazem discussões a todo o momento”, comenta ele, que decidiu escrever após simultaneamente assistir o espetáculo Garotos, ver o filme Hoje Eu Quero Voltar Sozinho e ler As Meninas, de Lygia Fagundes Telles. “Em um primeiro momento, os temas podem até parecerem clichês, mas os homens, principalmente os mais jovens, ainda enfrentam um tabu para assumir suas fragilidades, inseguranças e intimidades”, completa o autor.

Minimusical underground
Já o diretor Ricardo Grasson conta que transpor para a cena o texto de Vinícius de Oliveira é uma imersão neste ambiente tão rico e cheio de nuances dos jovens de hoje. “Em tempos de difíceis diálogos, a peça mostra com clareza o universo surreal, recheado de medos, incertezas, alegrias, angústias, paixões, dúvidas, rebeldias, alucinações e devaneios, mesclando música e texto em uma espécie de minimusical underground”, explica ele.

SOMOS TODOS TÃO JOVENS marca a volta, após mais de 20 anos, de Ricardo Grasson na direção. Com referências nos trabalhos de diretores contemporâneos como Romeo Castellucci, Joël Pommerat e Thomas Ostermeier, Ricardo Grasson busca um meio termo entre realismo e a tendência naturalista. “Foram três meses de trabalho quase diários sempre lapidando o que os atores traziam de novo para a sala de ensaio. Com isso ganhei um frescor no dia-a-dia fundamental para que eles entendessem a encenação e o texto. Estou a serviço de uma obra e tenho a obrigação de deixá-la fluir, percorrer seu caminho e transformar os envolvidos”, comenta o diretor.

A ideia de colocar uma banda em cena também partiu da direção, que buscou canções ligadas a juventude durante as décadas de 80, 90 e 2000. “A banda é um elemento fundamental no espetáculo, pois conduz o desdobramento da encenação e impulsiona o trabalho dos atores, sendo personagem presente e vivo”, explica Grasson. SOMOS TODOS TÃO JOVENS, se completa com poucos elementos – uma mesa, quatro cadeiras e um sofá, além de projeções, todo trabalho está focado no texto, na palavra e na interpretação dos atores.

Serviço:
Somos todos tão jovens

TEATRO NAIR BELLO
SHOPPING FREI CANECA
Rua Frei Caneca, 569 – 3º piso – Shopping Frei Caneca – Consolação. Telefone – (11) 3472-2414. Capacidade – 201 lugares.
Sexta às 21h, sábado às 20h e domingos às 19h
Ingressos: R$ 60 inteira e R$ 30 meia

Fonte:Identidade Cultural Produções