Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Interpretando o Carnaval

Interpretando o Carnaval

Publicada em : 05/02/2018

Sesc Itaquera oferece shows alternativos para curtir o Carnaval

Jose de Holanda
Quatro shows proporcionam ao público uma viagem pela música brasileira dos anos 1972, 1977, 1988 e 1988. Repertório vai do manguebeat ao rock’n’roll.

Mundo Livre S.A toca o repertório do disco Carnaval na Obra,de 1998 no dia 10.

Anelis Assumpção, Pélico e Rubi reinterpretam a trilha sonora do filme Quando o Carnaval Chegar (Cacá Diegues, 1972).

The Franks chama Mauricio Gasperini e Milton Guedes para show que apresenta músicas do disco Carnaval (1988), do Barão Vermelho.

Golonka  convida Verônica Ferriani para releitura do álbum Muitos Carnavais (1977), de Caetano Veloso, no dia 13.
 

No Sesc Itaquera, o programa de carnaval é para quem quer sair do circuito dos blocos de rua e da agitação típica deste período do ano. Em seus lugares, o período será comemorado com shows que remetem a festividade, cada um à sua maneira. Os shows são gratuitos, têm entrada livre e acontecem entre 10 e 13 de fevereiro, sábado e terça-feira, sempre às 16 horas, na Praça de Eventos.

O Mundo Livre S.A apresenta o repertório do seu disco Carnaval na Obra, de 1998 no dia 10, sábado. Os cantores Anelis Assumpção, Pélico e Rubi reinterpretam a trilha sonora do filme Quando o Carnaval Chegar (Cacá Diegues, 1972), que tem músicas originais interpretadas por Chico Buarque, Nara Leão e Maria Bethânia, no dia 11, domingo. Na segunda-feira, dia 12, a banda The Franks convida Mauricio Gasperini e Milton Guedes para apresentação de show que apresenta músicas do disco Carnaval (1988), do Barão Vermelho. Quem fecha a programação é o grupo Golonka, que convida Verônica Ferriani para releitura do álbum Muitos Carnavais (1977), de Caetano Veloso, no dia 13, terça-feira.

Sobre os shows

Mundo Livre S.A – Carnaval na Obra

Carnaval na Obra é o terceiro álbum de estúdio do grupo pernambucano. Com produção de Carlos Eduardo Miranda, Edu K, Mario Caldato e Eduardo BiD, o disco representa o auge do movimento Manguebeat, juntamente com Afrociberdelia (1997) de Chico Science & Nação Zumbi e Fuá na casa de Cabral (1998) de Mestre Ambrósio. O disco traz músicas que marcaram a trajetória da banda, como A Expressão Exata, Bolo de Ameixa, Quarta Parede e O Ariano e O Africano, esta última acompanhada de perto pela voz robótica de Jorge Du Peixe.

Anelis Assumpção, Pélico e Rubi – Quando o Carnaval Chegar

Quarto longa-metragem de Carlos Diegues, Quando o Carnaval Chegar, foi lançado durante os anos de chumbo do governo Médici, pós-AI5 e debaixo de muita repressão. O filme é o primeiro musical do diretor e marca o encontro de astros da música brasileira da época, com Nara Leão, Chico Buarque de Holanda (que compôs várias canções da trilha sonora) e Maria Bethânia, interpretando Mimi, Paulo e Rosa, o trio de artistas de uma trupe de cantores de rádio que se apresentam Brasil afora em um ônibus hippie-multicolorido. Serão apresentadas canções célebres, como Mambembe, Partido Alto e Baioque.

The Franks convida Mauricio Gasperini e Milton Guedes - Carnaval, do Barão Vermelho

Nesta releitura do álbum Carnaval, do Barão Vermelho, Mauricio Gasperini e Milton Guedes se juntam à banda The Franks para tocar, na íntegra, o repertório do álbum e alguns dos grandes sucessos do rock nacional. Depois da baixa repercussão do álbum Rock'n Geral e somente com três dos integrantes originais, o Barão Vermelho lançou, em 1988, o disco Carnaval, considerado um dos mais rock'n'roll do grupo. O álbum estourou nas rádios por conta da música Pense e Dance, presente na trilha da novela Vale Tudo. Gravado em menos de três meses com o auxílio de velhos amigos e parceiros como Arnaldo Antunes (Lente), Arnaldo e Paulo Miklos (Não me Acabo) e Humberto Gessinger (O que você faz a noite), a banda apostou em um som cru e pesado.

Golonka convida Verônica Ferriani – Muitos Carnavais, de Caetano Veloso

Para reinterpretar na íntegra o disco Muitos Carnavais e apresentar um retrato do carnaval de Salvador nos anos 1970, o Grupo Golonka convida Verônica Ferriani para desfilar sucessos como Chuva, Suor e Cervej, A Filha de Chiquita Bacana, Deus e o Diabo, Piaba, Atrás do Trio Elétrico e Um Frevo Novo, entre outros. Na década de 1970, depois de lançar discos históricos como Transa - gravado no exílio em Londres - Joia, Qualquer Coisa e Doces Bárbaros (ao lado de Gal e Gil), Caetano Veloso quis resgatar a riqueza do carnaval baiano e tentar ressuscitar os trios elétricos, que no início da década de 1970 foram proibidos pela Ditadura Militar. Diante desse desejo, Caetano concebeu seu próprio disco de carnaval, na forma de coletânea de canções gravadas durante sua carreira. O repertório do disco celebra o clima festivo dos carnavais de rua de Salvador, trazendo um repertório que desfila sambas, marchinhas e frevos.


Shows - Mundo Livre S.A – Carnaval na Obra.
Dia 10 de fevereiro, sábado, às 16 horas. Anelis Assumpção, Pélico e Rubi – Quando o Carnaval Chegar. Dia 11 de fevereiro, domingo, às 16 horas. The Franks convida Mauricio Gasperini e Milton Guedes - Carnaval, do Barão Vermelho. Dia 12 fevereiro, segunda-feira, às 16 horas. Golonka convida Verônica Ferriani – Muitos Carnavais, de Caetano Veloso. Dia 13 de fevereiro, terça-feira, às 16 horas. Na Praça de Eventos. Livre. De graça. Sesc Itaquera - Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Itaquera. Funcionamento: De quarta a domingo, das 9h às 17h. Acesso à unidade: Grátis. Estacionamento: R$ 12 (credencial plena do Sesc) e R$ 24 (demais frequentadores). Telefone para informações: (11) 2523 9200. Transporte Público Sesc Itaquera: Metrô Itaquera – 7200m / Terminal São Mateus – 5200m.

Fonte:Arteplural Assessoria de Imprensa