Culinária

Home/ Notícias Online/ Culinária/ Café

Café

Publicada em : 30/01/2019

Consumo mundial atinge 165 milhões de sacas no ano cafeeiro 2018-2019

Divulgação
Produção dos Cafés do Brasil corresponde a 35% do consumo mundial, Vietnã 18%, Colômbia 9%, Indonésia 6%, Etiópia 5%, Honduras 5% e Índia 3%

No ano cafeeiro 2018-2019, a produção de café arábica foi estimada em 104,01 milhões de sacas e a de café robusta em 63,5 milhões de sacas, números que apontam um volume total equivalente a 167,47 milhões de sacas. No que concerne ao consumo mundial de café, estima-se um volume de 165,19 milhões de sacas consumidas, que representam aumento de 2,1% em relação ao período anterior, que foi de 161,71 milhões de sacas. O Brasil continua como líder mundial, cuja produção foi estimada em 58,5 milhões de sacas que corresponde a 35% do consumo mundial.

O Vietnã, segundo maior produtor, cuja safra equivale a 18% do consumo mundial, com 29,5 milhões de sacas colhidas. Em terceiro, a Colômbia com 14,2 milhões de sacas, volume que abastece em torno de 9% do consumo mundial. Em quarto, figura a Indonésia, que produz 10,2 milhões de sacas, responsável por suprir 6% do consumo do planeta. A Etiópia - 7,5 milhões de sacas - ocupa o quinto lugar e fornece o equivalente a 5% do consumo. Por fim, destacam-se Honduras, em sexto lugar, com 7,45 milhões de sacas; e a Índia, em sétimo, com 5,2 milhões de sacas. Esses dois países são responsáveis por 5% e 3%, respectivamente, do suprimento do consumo. Esses dados e números do setor foram obtidos do Relatório sobre o mercado de Café – dezembro 2018, da Organização Internacional do Café – OIC, o qual está disponível na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Leia esta ANÁLISE/divulgação na íntegra na página da Embrapa Café,  do Observatório do Café e do Consórcio Pesquisa Café.

Conheça também o Portfólio de tecnologias do Consórcio pelo link http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/publicacoes/637 e também acesse todas ANÁLISES e notícias da cafeicultura.

Fonte:Chefia de Transferência de Tecnologia da Embrapa Café